Terça-feira, 11 de Maio de 2021

Hospital da Luz realiza vídeo-consultas em mais 30 especialidades

A aposta agora passa também por fazer vídeo-consultas
de vigilância para doentes Covid-19 em casa.

Em atividade há mais de três anos, o Hospital da Luz Centro Clínico Digital (HL-CCD) realiza vídeo-consultas em mais de 30 especialidades, feitas por mais de duas centenas de médicos da Rede Hospital da Luz. 

Neste momento, e no contexto do atual estado de pandemia, a equipa do HL Centro Clínico Digital está também a realizar consultas de vigilância de doentes suspeitos e positivos COVID-19, a quem foi dada indicação de permanecerem no domicílio. 

Criado em 2017 com o objetivo de permitir o acompanhamento de doentes crónicos de uma forma alternativa, que fosse simultaneamente cómoda e essencialmente segura, o Hospital da Luz Centro Clínico Digital tem vindo a crescer em atividade, diferenciação e número de médicos preparados para a realização deste tipo de consultas. “O HL-CCD tem mais de 200 médicos a realizar vídeo-consultas em 36 especialidades”, entre as quais cardiologia, cirurgia da obesidade, cirurgia vascular, consulta do viajante, dermatologia, doenças autoimunes, endocrinologia, gastrenterologia, ginecologia, hematologia clínica, imunoalergologia, medicina interna, medicina geral familiar, neurologia, ortopedia, pediatria, pneumologia, cessação tabágica, doenças do sono, psicologia, psiquiatria e terapia da fala. 

A possibilidade de realizar vídeo-consultas com uma oferta tão abrangente ganha uma relevância particular no momento que atravessamos, uma vez que é possível “proporcionar aos nossos doentes a continuidade do acompanhamento e da vigilância da sua doença crónica, sendo agora um meio particularmente seguro quer para doentes, quer para profissionais de saúde”, explica o hospital em comunicado, garantindo que “estão assegurados os padrões de qualidade do ato clínico da consulta presencial”. 

Entre os critérios de segurança estão a autenticação segura e identificação correta do doente, a privacidade do ato médico e a segurança do ato clínico.

O hospital esclarece que apenas aceitam vídeo-consultas não programadas e de primeira vez após o doente ter sido devidamente triado através da linha de atendimento LUZ 24, mantendo deste modo “um elevado rigor na seleção de doentes para vídeo-consultas”. Neste grupo, “enquadramos os doentes suspeitos ou Covid-19 positivos, a quem é feita a recomendação clínica de permanecerem no domicílio”.

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.