Quinta-feira, 7 de Julho de 2022

III Jornadas Nacionais de Pastoral do Turismo

Nos próximos dias 27 e 28 de outubro, a cidade de Bragança vai acolher as III Jornadas Nacionais de Pastoral do Turismo, promovidas pela Obra Nacional de Pastoral do Turismo (ONPT) em colaboração com o Serviço de Pastoral do Turismo da Diocese de Bragança-Miranda. 
 

As sessões irão debruçar-se sobre a temática do turismo enquanto setor de desenvolvimento económico e cultural da região, pelo que se intitula “Turismo e Sustentabilidade: Economia, Sociedade e Ambiente”. 

De acordo com a organização do evento, as jornadas prendem-se com o objetivo de levar os presentes a “refletir sobre a ação turística como oportunidade de desenvolvimento económico, coeso, de todo o território nacional”, procurando promover as várias atividades relacionadas com a região, de modo a “incentivar o desenvolvimento local”, “o respeito pelo ambiente em toda a atividade turística”, mas também a promoção da fixação de jovens, sobretudo no interior. 

Ao longo dos dois dias de jornadas, os participantes podem contar com um programa diversificado em torno do turismo, com a presença de várias figuras reconhecidas e especializadas na área. 

No primeiro dia, durante a manhã, após a abertura do evento, terá lugar, por volta das 10h45, a primeira conferência do dia, que dá nome às jornadas, protagonizada pela Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho. Da parte da tarde, importa destacar as apresentações que se irão debruçar sobre a Sociedade, pelas 14h30, e sobre o ambiente, pelas 16h15.

 À tarde, sábado, o evento começará com a Missa na Basílica de Santo Cristo em Outeiro, Bragança. Mais tarde, prosseguirá com a visita guiada ao património religioso de Bragança, por volta das 10h30, terminando às 13h00, com a sessão de encerramento e almoço. 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.