Quarta-feira, 4 de Agosto de 2021

Incêndio de Moncorvo causa “elevados prejuízos”

Segundo o autarca de Torre de Moncorvo, a área ardida "ultrapassa os mil hectares" e há "elevados prejuízos agrícolas e florestais".

-PUB-

"Numa primeira análise, estimamos que o fogo tenha destruído uma área de mato e floresta superior a mil hectares. Há elevados prejuízos no setor apícola e da cortiça e vamos de imediato fazer um levantamento da situação para podermos ajudar que quase tudo perdeu", adiantou Nuno Gonçalves.

O autarca vincou que arderam vários armazéns em Estevais, Cardanha e Adeganha, os quais tinham no seu interior alfaias agrícolas e outros utensílios ligados à lavoura, sendo importante fazer esse levantamento dos estragos, para depois ser comunicado ao mistério da Agricultura e outras entidades competentes.

"Temos de ajudar estas populações e agendar uma reunião com o ministério da Agricultura e outras entidades responsáveis, porque o incêndio limpou praticamente toda área afeta às aldeias de Estevais, Cardanha e Adeganha".

Nuno Gonçalves indicou que o incêndio está dominado, mas têm havido vários reacendimentos devido às altas temperaturas que se fazem sentir na zona da Cardanha e Adeganha e "a preocupação das bombeiros e proteção civil está focada nesta situação adversa".

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.