Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

João Oliveira vence ultramaratona em Milão

O flaviense João Oliveira venceu a ultramaratona Milão-San Remo, em Itália, que se realizou no sábado, cumprindo os 280 quilómetros do percurso em 30:14 horas, e estabeleceu um novo recorde.

-PUB-

“Estou muito feliz por ter ganhado, mas muito cansado porque foi uma prova muito dura, com vento, chuva e calor”, disse à Lusa o ultramaratonista, depois de se sagrar campeão.

João Oliveira, de 38 anos, que desde os 50 quilómetros liderou a ultramaratona, afirmou que, a determinado momento, teve a noção de que ia chegar ao primeiro lugar porque ficou isolado e deixou de ver os restantes atletas.

Com este resultado, o atleta luso estabeleceu um novo recorde na prova, que vai na sua segunda edição, já que o vencedor de 2014, o italiano Michele Graglia, cumpriu a ultramaratona em 30:49 horas. “Poderia ter feito melhor tempo, mas estava com muitas dores musculares. Terminei mais tarde do que previa, mas estou mesmo contente”, afirmou.

Antes de partir para este grande desafio, o atleta foi recebido pelo presidente da câmara de Chaves, António Cabeleira, que lhe ofereceu a bandeira do Município como forma de reconhecimento do esforço e da dedicação empreendidos, e com o desejo que continue a levar o nome da cidade pelo mundo fora.

João Oliveira participou no UltraMilano – SanRemo, a mais longa corrida de apenas uma etapa na Europa. A prova de 285 km foi realizada no percurso da famosa prova velocipédica Milano – SanRemo, que teve a sua primeira edição em 1907. No seu currículo, o ultramaratonista, de 36 anos, tem 53 maratonas e 34 ultramaratonas.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.