Terça-feira, 13 de Abril de 2021

Jovem agredido por “fazer mal a rotunda”

David Borges, de 25 anos, diz ter sido agredido por “ter circulado de forma errada” nas rotundas junto ao Regimento de Infantaria 13.

O caso aconteceu na sexta-feira à tarde quando o jovem vinha da Nossa Senhora da Conceição, em direção à Timpeira, e diz ter feito a rotunda como manda a lei. “Houve um indivíduo que achou que eu não estaria a realizar a manobra corretamente e começou a buzinar”, contou à VTM a alegada vítima.

David Borges seguia ao volante de um carro da escola de condução onde trabalha e, só por aí, tem de seguir determinadas regras, entre as quais cumprir o código da estrada. 

“De acordo com a lei não posso pisar linhas contínuas. Como na segunda rotunda queria sair na segunda saída, fiz o pisca e, no final da primeira rotunda, coloquei-me na faixa de dentro”.

O jovem garante que não foi mal-educado e que “apenas apontei para o sinal que indica que estava a conduzir um carro da escola de condução e sugeri que fossem aprender o código da estrada”.

Mais à frente, já no parque de estacionamento de uma loja ali perto, para onde David se dirigia, foi confrontado “por três indivíduos, entre os 40 e 50 anos, que me insultaram e me apertaram o pescoço”.

Sobre a viatura onde seguiam os “agressores”, David Borges apenas se lembra “de ser uma carrinha cinzenta da marca Peugeot”.

Depois do sucedido, David Borges dirigiu-se à PSP para apresentar queixa. Dado que “as pessoas que viram o que aconteceu se afastaram, resta esperar que os indivíduos sejam identificados através das imagens das câmaras de videovigilância”.

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.