Quinta-feira, 30 de Junho de 2022

Larápios roubaram 28 cubas de inox

Nunca tal furto acontecera, na região duriense. Vinte e oito cubas de inox para vinho foram furtadas, na noite de quarta-feira, dia 12, em Andrães, do parque de uma empresa. Antes, os amigos do alheio tinham roubado, em Armamar, um camião (com câmara isotérmica) de um armazenista de fruta. Ao que apurámos, junto da GNR, […]

Nunca tal furto acontecera, na região duriense. Vinte e oito cubas de inox para vinho foram furtadas, na noite de quarta-feira, dia 12, em Andrães, do parque de uma empresa. Antes, os amigos do alheio tinham roubado, em Armamar, um camião (com câmara isotérmica) de um armazenista de fruta.

Ao que apurámos, junto da GNR, os larápios, depois de saírem de Armamar, já próximos do aterro sanitário de Mosteirô (Andrães), tiraram dezenas de paletes, em madeira, da câmara frigorífica e abandonaram- -nas, junto à estrada municipal. Seguiram, depois, para o parque da empresa e, aproveitando um acesso em terra batida, nas traseiras do espaço, estacionaram o camião junto a este e, munidos de alicates, cortaram a rede, com cerca de dois metros de altura.

As cubas, com capacidade variável, de volume de 550 a 1500 litros, foram, depois, carregadas no camião, cuja tarefa levaria, supostamente, algumas horas a concretizar.

Suspeita-se que, neste roubo, estivessem envolvidos “quatro ou cinco indivíduos”. O valor do furto deve rondar os dez mil euros. O facto de a área onde a empresa guarda alfaias agrícolas e produtos para a agricultura ficar num local um pouco isolado, beneficiou a tarefa dos larápios, cujo rasto as autoridades ainda não encontraram.

Também se desconfia que este tipo de roubos é “feito por encomenda” a grupos organizados. Aliás, uma prática que está a ser habitual, na região de Trás-os-Montes. Recorde-se que, na semana passada, um camião, carregado de bebidas, foi furtado da zona industrial de Murça.

 

Jmcardoso

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.