Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2021

Luís Nunes com estreia azarada

Campeão Nacional em título, Luís Nunes, não queria deixar os seus créditos por mãos alheias no arranque do Campeonato Nacional de Montanha deste ano, na 41ª Rampa da Penha, em Guimarães.

-PUB-

Como tal, e ainda numa fase de adaptação ao seu novo carro “Ford Fiesta R5+” Luís Nunes logo cedo demonstrou um andamento em crescendo, baixando sempre os seus tempos subida após subida, terminando o dia de Sábado num excelente segundo lugar provisório à geral o que deixava excelentes indicadores para o segundo dia de prova apesar de o Ford Fiesta ter tido alguns problemas com o seletor de troca de velocidades.

No Domingo, e depois de uma primeira subida em bom ritmo abriam-se excelentes perspetivas para as restantes subidas de prova mas tal não se veio a verificar pois a embraiagem do Fiesta começou a ceder e não permitiu a Luís Nunes mais do que uma subida oficial de prova, obtendo assim um honroso 9º Lugar à Geral e um 2º Lugar na Categoria 2 Turismos.

No final Luís Nunes sentia um misto de emoções: “se por um lado estou satisfeito com o resultado obtido aqui na Rampa da Penha atendendo aos vários problemas mecânicos que surgiram durante o fim-de-semana, sinto-me algo frustrado pois penso que se tal não acontecesse poderia ter discutido a vitória na Categoria de Turismos e um dos vários lugares do pódio da Classificação Geral. Gostaria também de agradecer ao meu irmão e a todos os meus patrocinadores bem como à VelosoMotorsport que tudo fez para solucionar os vários problemas que surgiram no Ford Fiesta durante toda a prova” confidenciou-nos.

A próxima prova será a mítica Rampa da Falperra em Braga nos próximos dias 11 e 12 de maio.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.