Quinta-feira, 29 de Setembro de 2022

Mais 125 casos positivos em dois lares da Santa Casa da Misericórdia de Chaves

A Santa Casa da Misericórdia de Chaves regista mais 125 casos de infeção por SARS-CoV-2 entre funcionários e utentes de dois lares, que se somam aos 32 já detetados noutro equipamento da instituição, adiantou hoje à Lusa o provedor.

-PUB-

Os novos 125 casos de infeção pelo novo coronavírus foram detetados depois dos rastreios às Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI) de Vilar de Nantes e Vidago, ambas no concelho de Chaves, distrito de Vila Real, explicou o provedor, Jorge Pinto de Almeida.

No equipamento de Vilar de Nantes estão infetados 45 utentes e 17 funcionários, enquanto em Vidago se registam 48 utentes positivos e 15 funcionários.

Ambos os lares têm 65 utentes.

Jorge Pinto de Almeida sublinhou que, naqueles dois equipamentos, os utentes estão assintomáticos e mantêm-se nas instalações.

“Conseguimos, dentro do próprio lar, isolar os negativos e tratar os positivos”, apontou.

No entanto, já foi solicitado pela Santa Casa da Misericórdia de Chaves um reforço de enfermeiros e auxiliares junto da Câmara Municipal e Segurança Social.

“Para já, estamos a conseguir, mas as pessoas não são de ferro e não aguentam muitos dias a trabalhar”, lembrou.

Também junto da proteção civil foi pedido apoio para a desinfeção de um dos equipamentos, enquanto o outro irá ser desinfetado por uma empresa com a qual a Santa Casa já colabora, adiantou.

Estes 125 novos casos juntam-se aos 32 já detetados no Lar da Nossa Senhora da Misericórdia em Chaves, referentes a 18 utentes e 14 funcionários.

As outras duas ERPI da Santa Casa da Misericórdia de Chaves, de Casa dos Montes e Vilarelho, serão testadas nos próximos dias.

“Estamos a tentar fazer ainda hoje num deles e o outro amanhã. As pessoas estão assintomáticas, mas é um facto que estamos a detetar positivos”, realçou.

Na quinta-feira o presidente da Câmara de Chaves, Nuno Vaz, alertou em conferência de imprensa para a situação “muito preocupante” da pandemia de covid-19 no concelho e exigiu a testagem a todos os lares de idosos.

O autarca exigiu a testagem a utentes e funcionários durante uma reunião extraordinária da proteção civil municipal, confirmando a existência de casos de covid-19 em várias instituições, algumas com “uma taxa elevada de casos confirmados”.

Nuno Vaz lembrou a existência de uma “população envelhecida” e de quase mil idosos em lares e 500 trabalhadores neste setor.

No concelho de Chaves existem 11 lares privados e seis da rede social.

Segundo o boletim epidemiológico da Unidade de Saúde Pública do Alto Tâmega e Barroso de quinta-feira, registavam-se no concelho de Chaves 526 casos positivos de covid-19 e uma ‘taxa de ataque’ de 1413,2 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.433.378 mortos resultantes de mais de 60,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 4.209 pessoas dos 280.394 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.