Segunda-feira, 4 de Julho de 2022

Manuel Martins deixou garantia de 3,7 milhões de euros de investimentos

O Centro de Interpretação Arqueológica da Vila Velha, a Feira do Levante e o Centro de Actividades Logísticas são alguns dos empreendimentos que Manuel Martins garantiu irem estar prontos, antes do 83.º aniversário da cidade. A um ano desse limite temporal, o autarca voltou a comemorar o aniversário municipal com uma viagem pelas conquistas e […]

O Centro de Interpretação Arqueológica da Vila Velha, a Feira do Levante e o Centro de Actividades Logísticas são alguns dos empreendimentos que Manuel Martins garantiu irem estar prontos, antes do 83.º aniversário da cidade. A um ano desse limite temporal, o autarca voltou a comemorar o aniversário municipal com uma viagem pelas conquistas e pelo futuro próximo do concelho

“Estas obras estarão prontas, até ao dia 20 de Julho de 2008, se tudo correr como o previsto”, anunciou Manuel Martins, o Presidente da Câmara Municipal, ao mencionar o Centro de Actividades Logísticas, o Centro de Monitorização e Investigação Ambiental, o Centro de Interpretação Arqueológica, a Feira do Levante e o Jardim de Santo António da Araucária, no seu discurso, comemorativo do 82.º aniversário da Elevação de Vila Real a Cidade.

Mais uma vez, o aniversário do Município ficou marcado pela viagem de Manuel Martins pelo último ano da cidade vila-realense, levantando o véu sobre o futuro (até 2009) da capital de distrito. O edil começou por pedir aos presentes para fazerem um “pequeno exercício de memória”:

“Recuemos ao início da democracia, em Portugal, isto é, 30 anos, no tempo. Todos se lembram onde começava e acabava Vila Real. É isso mesmo, começava na Vila Velha e terminava no Pioledo. Quanto mudámos, nestes últimos 30 anos!”, exclamou Manuel Martins, iniciando então uma lista de conquistas, nas várias áreas desde o Desporto à Cultura, passando pelas Infra-estruturas Básicas, Educação e pelo Desenvolvimento Económico.

O edil deixou, mesmo, algumas garantias, até ao próximo aniversário da cidade, a 20 de Julho de 2008, através de novas infra-estruturas que somarão um investimento que ascenderá aos 3,7 milhões de euros.

Como projectos a concluir, até final de 2008 ou meados do ano seguinte, o autarca realçou o Jardim da Nossa Senhora da Conceição, o alargamento do Cemitério de Santa Iria, a conclusão do Complexo Desportivo do Monte da Forca, as novas Piscinas Municipais, o Pavilhão Gimnodesportivo e o Terminal de Transportes Inter-urbanos, infra-estruturas exigentes, ao nível financeiro, contando com um orçamento global que se aproxima dos 16,5 milhões de euros.

Além do balanço municipal, o aniversário foi palco, mais uma vez, para o reconhecimento de mais de duas dezenas de vila-realenses.

“Todos, sem excepção, são, de alguma forma, exemplos de dedicação à comunidade, merecendo as nossas felicitações”, sublinhou Manuel Martins, referindo-se aos 22 distinguidos, no âmbito das comemorações do 82.º aniversário da Elevação de Vila Real a Cidade.

O Presidente da Câmara Municipal realçou, em especial, duas individualidades que foram contempladas, em homenagem póstuma, com a Medalha de Prata de Bons Serviços Municipais e a Medalha de Ouro da Cidade, respectivamente Ângelo de Almeida e Francisco de Sousa Botelho de Albuquerque.

O dia de festa ficou também marcado pela primeira edição do Prémio Municipal de Mérito Juvenil que foi atribuído ao atleta Mário Miguel Pereira Trindade e à Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). O Ouro, no que diz respeito aos Bons Serviços Municipais, foi entregue a José Alberto Borges Amaral.

Relativamente às Medalhas de Mérito Municipal, foi atribuída a prata a Henrique dos Santos Pereira e Silva, a Raul Ferreira de Carvalho, a Nélson Rodrigues Fontinha, a Manuel Gonçalves, a Ruy Gomes da Fonseca Branco, a Sara Branca Rodrigues Ribeiro, a Fernando Cordeiro Matos, a Isildo Moreira Paulo, a João Albertino da Rocha Fernandes, a Manuel Ventura Alves Cabral e, finalmente, a duas empresas ligadas ao sector da Saúde: Neutrão – Centro de Radiodiagnóstico; e Laboratório de Patologia Clínica do Pioledo.

Salvador Parente Ribeiro, José Augusto Rocha, Elísio Amaral Neves, Luísa Dacosta e Armando Mascarenhas Ferreira foram contemplados com a Medalha de Ouro de Mérito Municipal.

Além das tradições comemorativas, este ano o aniversário do Município ficou também marcado pelo regresso à actividade do Circuito Urbano de Vila Real, sendo que, no mesmo dia, foi apresentado o cartaz e o programa das corridas, bem como foi ainda inaugurada uma “Exposição Polinucleada sobre o Automóvel em Vila Real até 1931” que, da responsabilidade de Elísio Amaral Neves, se encontra patente no Arquivo Municipal e no Conservatório Regional de Música.

 

Maria Meireles

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.