Quarta-feira, 4 de Agosto de 2021

Mina do Barroso prevê a criação de 800 postos de trabalho

O estudo de impacto socioeconómico foi divulgado pela empresa Savannah, responsável pelo projeto de prospeção de lítio em Covas do Barroso, no concelho de Boticas.

-PUB-

O estudo é da Universidade do Minho e estima que o projeto da Mina do Barroso criará cerca de 800 postos de trabalho (200 diretos e 400 a 600 indiretos) durante a fase de operação, sendo que nos próximos 12 anos a previsão é que resulte em 1.300 empregos. Com um investimento de cerca de 110 milhões de euros, a Savannah prevê que o projeto da Mina do Barroso dê origem a um aumento significativo do valor bruto da produção nacional anual e que o impacte na formação do produto interno bruto (PIB) seja de cerca de 65 milhões de euros na fase de investimento e perto de 34 milhões de euros, por ano, na fase de operação. 

O estudo refere ainda que haverá um impacto significativo nas exportações portuguesas de minérios metálicos, uma vez que cerca de 86% da produção desta mina será destinada à exportação.

A região de Covas do Barroso, onde está situada a mina, irá beneficiar de um impulso no desenvolvimento económico e social. A criação de postos de trabalho no concelho, o aumento do rendimento local, bem como o financiamento de políticas públicas de suporte à comunidade, vão contribuir para a fixação dos trabalhadores na região e impulsionar o retorno de população originária do concelho, nomeadamente jovens, que podem contribuir para um rejuvenescimento populacional. Este desenvolvimento será suportado pelos negócios relacionados com a atividade na mina, mas também através do comércio local e serviços, o que pode garantir um desenvolvimento sustentável para uma região ameaçada pela desertificação e falta de oportunidades para os cidadãos mais novos.

"É importante salvaguardar o interesse comum na Mina do Barroso, contribuindo de forma relevante e duradoura para o desenvolvimento de toda uma região, abrandando o processo de desertificação e envelhecimento da comunidade local com um forte estímulo gerador de empregos e rendimentos, que salvaguarda a coesão regional e o bem-estar da comunidade”, referiu David Archer, CEO da Savannah, empresa britânica concessionária do projeto, acrescentando que “o projeto da Mina do Barroso da Savannah é crucial para que Portugal aproveite as oportunidades geradas por este setor emergente". 

O projeto, essencial para o cumprimento do Pacto Ecológico Europeu que a Comissão Europeia quer desenvolver na Europa, tornando-a numa referência ao nível da nova economia baseada na sustentabilidade, é também relevante para o desenvolvimento da estratégia de Portugal para a mobilidade elétrica e o cumprimento dos objetivos da neutralidade carbónica.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.