Quinta-feira, 29 de Setembro de 2022

Ministro apresenta “Lab de Computação Avançada”

A assinatura do protocolo será amanhã, dia em que também é inaugurado o reforço das infraestruturas de conectividade digitais da UTAD

-PUB-

Amanhã, pelas 17h30, Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, vai estar na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), onde assinará um protocolo para operação de centro de competência de visualização de computação avançada, integrado na Rede Nacional de Computação Avançada e aberto à comunidade científica, para apoio ao ensino e investigação.

O governante irá ainda inaugurar o reforço e aumento das infraestruturas de conectividade de rede da UTAD para 10Gbps, e da infraestrutura de rede wifi, totalmente suportada em normas de última geração wifi6. Este reforço dá-se no âmbito do projeto RCTS 100 da Unidade de Computação Científica (FCCN) da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). 

O projeto RCTS 100 é uma iniciativa ao abrigo do Roteiro Nacional das Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico, cofinanciado pelo COMPETE2020, Lisboa2020, Algarve2020 e, além da melhoria na conectividade, a Universidade passa a ter acesso a novos serviços avançados de colaboração e computação que permitirão igualdade de oportunidades na participação e liderança de projetos de investigação internacionais, com elevados requisitos de conectividade e computação.

Fontainhas Fernandes, reitor da UTAD, explica que estas duas iniciativas “marcam o arranque da transformação do campus da UTAD num campus digital com acesso rápido e fácil à rede wifi e a tecnologias de informação e visualização, sendo que é nosso objetivo aumentar a largura de banda para 100Gbps até maio de 2021”.

Além da presença de Manuel Heitor, estarão também presentes nesta iniciativa António Cunha, presidente da CCDR-N, e Nuno Rodrigues, diretor da FCT e coordenador-geral do INCoDe.2030, programa que apoia a criação do Laboratório de Computação Avançada.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.