Sábado, 12 de Junho de 2021

Moção sobre contratos públicos rejeitada em assembleia municipal

O CDS-PP e o PSD pediram mais “clareza” e “transparência” nos contratos públicos firmados pela autarquia. Moção apresentada em assembleia municipal foi rejeitada

-PUB-

Em assembleia municipal de 30 de setembro, o CDS-PP e o PSD apresentaram uma moção onde exigem “um relatório completo e detalhado, com área funcional, qualificações e áreas de estudos, duração do contrato, valor do contrato, motivo da contratualização e parecer vinculativo ou autorização genérica, relativo aos contratos de trabalho a termo resolutivo, contratos de tarefa e contratos de avença, celebrados no atual mandato, até à presente data”. No mesmo documento, os dois partidos, solicitaram ainda à câmara municipal a elaboração e apresentação, até ao final do mandato relatórios de acompanhamento dos contratos nos termos retromencionados, com a informação constante no ponto anterior”, pedindo transparência na ação executiva.

A moção foi reprovada com os votos contra

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.