Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

Município avança com formação para qualificar desempregados

São 50 pessoas em situação de desemprego que estão a frequentar cursos de formação profissional que lhes podem abrir novas oportunidades no mercado de trabalho.

-PUB-

Um dos cursos que está a ser ministrado é o de geriatria, onde 15 formandos procuram uma oportunidade nesta área, que tem cada vez mais procura no mercado de trabalho. É o caso de Paula Lino, de 47 anos, que regressou à sua terra natal depois de ter sido emigrante na Suíça, onde trabalhou como cozinheira. 

Com pouca experiência na área, Paula viu neste curso uma oportunidade para ganhar competências que a podem ajudar a encontrar emprego. “Cuido da minha mãe que tem 80 anos, mas sempre gostei de cuidar dos idosos. É preciso ter muito carinho e afeto por estas pessoas, que já fizeram muito na vida”, revela, adiantado que, no final da formação, espera encontrar um trabalho nesta área. “Sinto que estou a ser bem preparada para trabalhar com os idosos, uma vez que o curso é abrangente e aborda temas muito interessantes”. 

Outra formanda, Sandra Santos, de 38 anos, decidiu abandonar a capital portuguesa, Lisboa, e regressar à aldeia de Francelos (Alijó), de onde é natural. No início do curso, confessa, que “não o achou interessante”, no entanto, aos poucos começou a adaptar-se e agora “está a correr bem”. 

Sem experiência nesta área, uma vez que era comerciante de produtos

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.