Quarta-feira, 20 de Outubro de 2021

Município avança com rastreio em lares do concelho

A autarquia de Vila Real arrancou com um programa de rastreio à covid-19 que vai abranger 279 utentes de várias instituições do concelho.

-PUB-

“Há muito tempo que queremos testar os nossos idosos nos lares, mas tínhamos que ter testes fiáveis, testes que fossem monitorizados pelo Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Douro I – Marão e Douro Norte”, afirmou à agência Lusa o presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos.

A 30 de março, o Governo anunciou o lançamento de uma operação de testes em todos os lares de idosos dos concelhos de Lisboa, Aveiro, Évora, Guarda e, um dia depois, o primeiro-ministro disse que esta seria a primeira etapa de uma operação cujo objetivo era o de o cobrir todo o país, a partir de 06 de abril.

“Tendo nós presente que as instituições de ensino superior e a Segurança Social ainda demorariam mais alguns dias a operacionalizar o processo, nós decidimos, mal os testes ficaram disponíveis, adquiri-los e avançamos”, salientou o autarca socialista.

O município de Vila Real assume o custo destes testes, efetuados com zaragatoa, e cujos resultados deverão ser conhecidos até ao próximo domingo.

O rastreio vai ser feito por um laboratório privado “devidamente credenciado” e conta com o apoio e acompanhamento do ACES Marão e Douro Norte, o que, segundo o autarca, “assegura a validade dos resultados obtidos”.

A medida foi tomada devido à “especial vulnerabilidade das populações idosas à covid-19” e será implementada nas estruturas residenciais do concelho, com protocolos estabelecidos com a Segurança Social.

De acordo com o município, em dois dias serão testados todos os utentes do Centro Social e Paroquial (CSP) da Campeã, CSP de Mateus, CSP de São Tomé do Castelo, CSP de Santo António, Lar da Imaculada Conceição da Santa Casa da Misericórdia, Associação Paz e Amizade, Lar de Idosos de Lordelo e a Residência Dom Rodrigo. O rastreio inclui ainda os 14 utentes da Associação de Paralisia Cerebral (APC) de Vila Real.

No total, segundo a autarquia, vão ser testados 279 utentes.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.