Domingo, 1 de Agosto de 2021
©DR

Município quer conhecer os impactos da pandemia na população local

O município de Mirandela quer saber os impactos da pandemia na população e criar respostas adequadas às realidades dos habitantes, com um projeto que irá percorrer este concelho do distrito de Bragança.

-PUB-

Trata-se do projeto itinerante +Saber+Saúde que arrancou esta semana e através do qual uma unidade móvel rumará por todo o concelho para “compreender o impacto da pandemia na população e estruturar respostas concretas em consonância com a realidade”.

A presidente da Câmara, Júlia Rodrigues, justifica que o projeto resulta da necessidade de “conhecer como a população se adaptou e convive com a covid-19, de forma a implementar políticas públicas alicerçadas em conhecimento efetivo sobre esta nova realidade”.

“Para tal, é necessário compreender como os habitantes do concelho de Mirandela responderam aos desafios impostos por esta doença e como as comunidades reagiram e reagem, enquanto coletivo, a esta nova dimensão social”, sustenta.

O projeto terá também como missão levar à população informação especializada sobre cuidados de saúde.

“Desconfinar em segurança e de forma saudável” é o mote inicial da Unidade Móvel de Saúde que percorrerá o concelho de Mirandela.

O objetivo deste projeto, apresentado como pioneiro pela autarquia transmontana, é “avaliar o real impacto da pandemia, através de um inquérito sobre as práticas quotidianas dos munícipes, independentemente da sua idade, estrutura económica e/ou social”.

Com os resultados obtidos, o município propõe-se, numa fase posterior, “estruturar respostas concretas em consonância com a realidade”.

Para além do preenchimento de um questionário, serão disponibilizados à população “instrumentos informativos e técnicos relativos à covid-19, nomeadamente máscaras descartáveis, gel desinfetante de mãos e suporte no agendamento ‘online’ de vacinação” contra a doença.

A Câmara adianta ainda que, “a par da estratégia de retratar o impacto do novo coronavírus na comunidade mirandelense, o projeto +Saber+Saúde pretende igualmente sensibilizar a população para outras dimensões da saúde”.

Concretamente a população terá aconselhamento e encaminhamento em questões de literacia da saúde, saúde social, intelectual e emocional.

Na viatura móvel, que deslocará pelo concelho, segue “uma equipa multidisciplinar de profissionais de saúde” com “os equipamentos essenciais para uma atuação de prevenção e vigilância da saúde dos utentes”.

A calendarização das visitas da unidade móvel “encontra-se em fase experimental de forma a ajustar-se às reais necessidades de cada freguesia”, segundo o município.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.824.885 mortos no mundo, resultantes de mais de 176,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.055 pessoas dos 850.395 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.