Quarta-feira, 6 de Julho de 2022

Museu Municipal inaugurado abre portas à história aguiarense

A abertura do Museu Municipal de Vila Pouca de Aguiar que decorreu, no sábado, permite mostrar, em termos de património cultural, o que de mais relevante existe, neste concelho transmontano. Através da inauguração deste equipamento sócio-cultural, os presentes realizaram uma visita guiada pelas salas, recheadas de valiosas peças, ligadas à história do concelho aguiarense. Na […]

A abertura do Museu Municipal de Vila Pouca de Aguiar que decorreu, no sábado, permite mostrar, em termos de património cultural, o que de mais relevante existe, neste concelho transmontano. Através da inauguração deste equipamento sócio-cultural, os presentes realizaram uma visita guiada pelas salas, recheadas de valiosas peças, ligadas à história do concelho aguiarense.

Na Sessão Solene, o Presidente da Câmara Municipal, Domingos Dias, disse que “este Bilhete de Identidade Cultural deve ser valorizado”, designadamente pelos agentes culturais, dado que o Museu Municipal, com as suas mais-valias, é gerador de conhecimento. Por seu lado, o Governador Civil de Vila Real, António Martinho, deu o exemplo da “Sala de Mineração que agora visitei, onde se nota a evolução da riqueza e do conhecimento, desde os romanos aos contemporâneos”.

A comitiva seguiu até à zona aberta, existente no Museu Municipal, onde participou num recheado almoço de convívio.

A reconversão do edifício, arranjos exteriores e iluminação, entre outros trabalhos, com verbas que ascendem os 500 mil euros, deram uma nova imagem ao referido complexo que será um novo equipamento de oferta cultural à comunidade local e aos visitantes que se deslocam ao concelho aguiarense.

No primeiro piso, para além de serviços auxiliares, como recepção, sanitários ou elevador, o utente pode visitar a Sala do Calcolítico / Idade do Bronze onde vão estar dispostos materiais e objectos pioneiros na implementação da agricultura. No Átrio, pode ser apreciada parte do Tesouro do Reguengo e Alvão, designadamente com moedas emitidas num período que vai desde 257 a 275 d.C.

As pessoas podem obter informação relativa às freguesias e aos sítios de interesse concelhio e visitar a sala itinerante, aberta à participação da comunidade e que abriu com uma exposição de fotografia. O bar e o espaço interno, ao ar livre, promovem o convívio, entre os circunstantes.

A capela e o seu altar, em madeira, devidamente recuperados, podem ser contemplados a partir do coro existente no piso superior, onde, para além de outros serviços e gabinetes, existe um Auditório devidamente equipado e salas de exposição ligadas à Idade Média, com materiais ligados ao Castelo de Aguiar; à Mineração, com meios que explicam melhor os trabalhos desde o Império Romano à Idade Contemporânea, no Planalto de Jales; e à Ruralidade, com utensílios e elementos etnográficos.

O Museu Municipal de Vila Pouca de Aguiar integra a Rede de Turismo Cultural Galaico – Portuguesa.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.