Quarta-feira, 6 de Julho de 2022

Nova direção acusa presidente da AG cessante de “desonestidade”

Depois da tomada de posse que ocorreu na sexta-feira, no Monte da Forca, e que “apanhou” alguns sócios do clube de surpresa.

Estes avançaram com uma ação em tribunal para impugnar as eleições, a nova equipa diretiva do emblema alvinegro enviou um comunicado às redações onde elenca os motivos que levaram a esta tomada de posição, acusando o presidente da Assembleia-Geral (AG) cessante de “total desinteresse e desonestidade” em todo o processo eleitoral. “O presidente da AG cessante demonstrou total desinteresse e desonestidade organizacional. Apesar de ter sido um dos principais intervenientes no ato eleitoral, ele não detetou ou protestou, em ata ou por qualquer outro meio, qualquer ilegalidade ou, mesmo, mera irregularidade”, referem, adiantando que os membros cessantes pouco mais podiam do que praticar atos de mera gestão, tendo em conta “o reduzido número de membros em

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.