Sábado, 27 de Novembro de 2021

O Natal de quem passa a consoada trabalhar

A consoada é um momento de família, mas nem todos os profissionais passam a noite de Natal em casa. Os médicos, enfermeiros, bombeiros, polícias, são algumas das profissões que não param nesta data.
 

-PUB-

Também quem trabalha em lares de idosos está obrigado a abdicar da consoada em família para acompanhar quem mais precisa.

Maria Dias trabalha desde março num lar de Vila Real, e a véspera de Natal será passada com os mais velhos que precisam de maior vigia e cuidados. Serão seis as funcionárias que estarão a trabalhar no lar durante a consoada de Natal. Três ficarão responsáveis pela ala dos homens e outras três acompanharão as mulheres.

Há idosos que acabam por passar o dia com as suas famílias, “que os vão buscar de manhã cedo e ao fim do dia voltam para o lar”, no entanto a maioria acaba por não sair.

No fundo, para Maria, a rotina

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.