Sábado, 16 de Outubro de 2021

Padres vão à escola jogar futsal com alunos

A equipa de futsal de padres da diocese de Vila Real desloca-se, dia 13 de fevereiro, à Escola de Santa Marta de Penaguião para conviver e jogar este desporto com os alunos.

-PUB-

Com o tema «Passa a Bola – Passa o Amor», a ideia surgiu no âmbito do ano missionário (2019) e da necessidade de chegar aos jovens, referiu à Agência Ecclesia o padre Ivo Coelho, capitão da equipa de futsal da Diocese de Vila Real.

Como a experiência do ano anterior “correu bem”, os professores de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) pediram a repetição da experiência.

No encontro, os elementos da equipa de futsal, através do contacto direto nas escolas, levam o “testemunho concreto da vivência desse amor nos vários âmbitos das suas vidas pastorais, sociais e através do desporto”, disse.

Depois do almoço na cantina daquela escola da Diocese de Vila Real e do tempo de convívio, realiza-se um encontro com os alunos do 8º e 9º ano onde os padres dão testemunhos das experiências pastorais, desde a ida para o seminário, estudos, ordenação, lazer, gostos, músicas, cinema e arte.

Para encerrar, realiza-se primeiro um jogo de futsal contra alunos e depois um jogo de futsal contra os professores

Nesse dia haverá também contacto com os jovens da Missão País.

A equipa de padres – treinada pelo professor Paulo Gonçalves – é constituída por Ricardo Pinto; Pedro Rei; Ricardo Machado; Ivo Coelho; Carlos Rubens; Adão Moura; Marco Amaro; João Santos; João Castanheira; Márcio Martins; António José; José Patrício; André Meireles; Cristofe Gomes e o estagiário Miguel Ângelo.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.