Sábado, 16 de Outubro de 2021

Petição para a defesa da Linha do Tua recolhe 5 mil assinaturas

Criada por um grupo de cidadãos com origem em Codeçais (Carrazeda de Ansiães), a petição a favor da manutenção da Linha do Tua recolheu cerca de 5 mil assinaturas. Este número volta a levar a discussão sobre a linha histórica ao hemiciclo de São Bento.

-PUB-

Anteontem, nas instalações do antigo Infantário do Cachão, decorreu uma Audição Pública sobre a Linha do Tua, com a presença do deputado do PCP Bruno Dias, que assumiu que a causa do vale do Tua “ainda não está perdida”.

Este deputado comunista fez questão de ouvir as pessoas no terreno para depois recolher a informação necessária. Junto das pessoas sublinhou que o “Tua não é um dossier terminado”, sendo necessário “acabar com o conformismo e com a resignação, exigindo que a região seja defendida nos seus legítimos interesses”.

O deputado não confinou à Linha do Tua apenas a vertente turística, mas sim uma perspectiva de multi-valências, com interesse histórico, paisagístico, cultural de desenvolvimento socioeconómico.

Na sua cruzada contra a destruição da via-férrea, o deputado recolheu informação e promoveu uma audição com diversas entidades, nomeadamente com os presidentes das câmaras municipais de Alijó, Carrazeda de Ansiães, Mirandela, Murça e Vila Flor, que já se deslocaram ao Parlamento para uma audição sobre esta matéria. “É da maior importância que o Relatório sobre esta Petição, que terei de apresentar ao Plenário da Assembleia da República, possa incluir o parecer e o testemunho de outras entidades e forças vivas da região. Mais do que trazer esclarecimentos ou propostas minhas às entidades ou aos cidadãos, o meu objectivo é de promover a participação, ouvir e registar os testemunhos, relatando de forma justa e rigorosa o que está em causa neste processo”, referiu.

A petição sobre a Linha do Tua já foi entregue, em Novembro, na Assembleia da República e deve ser discutida em breve. O objectivo passa por salvar a linha do Tua da barragem de Foz Tua, já aprovada, e que vai submergir os 16 quilómetros da ferrovia transmontana. Esta será a segunda petição que a Assembleia da República vai discutir sobre a linha do Tua, depois de, em Julho de 2009, ter apreciado uma iniciativa do Movimento Cívico pela Linha do Tua.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.