Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2021

Por Trás-os-Montes outono é sinónimo de cogumelos silvestres

Com a chegada do outono e a queda das folhas das árvores chegam também as primeiras chuvas, condições suficientes para o aparecimento de cogumelos silvestres, um pouco por todo o território transmontano.

-PUB-

Por campos e vales de várias localidades, são muitas as pessoas que aproveitam esta época para apanhar este fungo, considerado por muitos como um produto de “excelência”.

É o caso de Fernando Bessa, que desde miúdo, na sua aldeia, dedica algum tempo, nesta altura, à apanha de cogumelos, cujo aparecimento está diretamente relacionado com a mudança de temperatura.

Com a transação dos dias quentes de verão para os dias mais frios de outono e com a chegada das primeiras chuvas os cogumelos começam a aparecer por entre a folhada das árvores. 

Há quem faça disto negócio, mas não é o caso de Fernando Bessa, que na última saída regressou com a cesta cheia, maioritariamente de Boletus Edulis, um dos cogumelos comestíveis que mais abunda na região. 

Desta vez, a colheita foi feita na zona da Campeã, e este amante do produto não precisou de calcorrear muito caminho para ser bem sucedido. 

“Em dias normais como foi o caso desta última apanha, num espaço de 500 metros quadrados apanhei estes cogumelos todos. Estes foram apanhados na Campeã, mas a zona de Vila Pouca de Aguiar e de Pedras Salgadas e as encostas das Serras do Marão e do Alvão também são muito ricas, devido às misturas

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.