Terça-feira, 19 de Outubro de 2021

Projecto transfronteiriço vai estudar as condições de vida de milhares de idosos

Hoje, 25 por cento da população portuguesa é considera idosa. Em 2060 esse número atingirá os 33 por cento. As estatísticas justificam o empenho no estudo e intervenção junto dessa franja da população, e é exactamente para isso que foi criado o Núcleo de Investigação e Intervenção no Idoso, um organismo da Escola Superior de Saúde de Bragança que vai avançar agora, em parceria com uma universidade espanhola e vários centros de saúde da região, um projecto que pretende chegar mais próximo de 16 mil idosos

-PUB-

O Instituto Politécnico de Bragança (IPB) e a Universidade de León, em Espanha, uniram-se para estudar a situação social dos idosos residentes junto à raia transmontana, um projecto que, a ser financiado por fundos europeus, decorrerá durante os próximos dois anos e exigirá um investimento de 2,5 milhões de euros.

“O objectivo é fazer um estudo completo sobre a situação social, familiar e de saúde física e psicológica dos idosos”, adiantou Fernando Pereira, coordenador do Núcleo de Investigação e Intervenção no Idoso (NIII), adiantado que deverão ser abrangidos cerca de 16 mil seniores residentes “nos concelhos da Terra Fria (Bragança, Vinhais, Miranda do Douro e Vimioso), do lado português, e os concelhos de Puebla de Sanábria, Aliste e Sayago, em Castela e Leão, do lado espanhol”.

O coordenador do NIII explicou que a ideia do estudo nasceu do facto de “termos uma região muito envelhecida”, sendo certo que as suas conclusões, para além de interesse académico, poderão ter resultados práticos ao fornecer importantes informações a quem lida mais de perto com a população idosa, nomeadamente os profissionais de saúde, que, através da articulação entre as duas universidades e os vários centros de saúde, também serão intervenientes na execução do projecto.

Denominado “Sistema de Apoio aos Idosos em Família”, o projecto espera agora pela resposta de uma candidatura ao Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal (POCTEP). “Os resultados do concurso deveriam ter sido divulgados em Novembro, no entanto, houve um atraso e sabemos que só serão apresentados na segunda quinzena de Fevereiro”, referiu Fernando Pereira, reconhecendo que a demora exigirá uma recalendarização do estudo, cujo início estava previsto para este mês.

O NIII foi criado no Instituto Politécnico de Bragança em 2009, no seio da Escola Superior de Saúde (onde são leccionados o curso de Gerontologia e o de mestrado em Envelhecimento Activo), com o objectivo de partilhar o conhecimento produzido pelos investigadores com a comunidade académica, com os técnicos e com a população em geral.

Ao longo do seu ano e meio de existência, desenvolveu vários projectos de investigação e organizou diversos encontros científicos, entre os quais, no ano passado, o VII Congresso Luso-Espanhol de Gerontologia. Actualmente, tem em curso um ciclo de conferências para as quais são convidados investigadores nacionais e internacionais com trabalho reconhecido na área, o último dos quais teve lugar no dia 12 e abordou a temática das “Dinâmicas da Actividade dos Idosos Agricultores em Trás-os- -Montes”.

A questão dos idosos é “um tema que interessa a todos”, adverte o NIII, sublinhando a sua importância na sociedade portuguesa actual e futura, uma vez que hoje temos cerca de 25 por cento de idosos, um número que, em 2060, atingirá os 33 por cento.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.