Quinta-feira, 30 de Junho de 2022

Projeto “Brincar é para Todos” vence Orçamento Participativo Jovem

“Brincar é para Todos”, da Associação Lua de Alecrim foi o projeto escolhido, no âmbito do Orçamento Participativo Jovem 2017, instituído pelo Município de Vila Real com o objetivo de promover a progressiva participação dos jovens na discussão e elaboração do orçamento municipal.

A decisão coube ao Conselho Municipal da Juventude que entre os projetos apresentados selecionou o da Associação Lua de Alecrim. Este projeto, cuja dotação orçamental é de 10 mil euros, será executado até ao próximo mês de setembro, e tem como principal área de intervenção três parques infantis, nomeadamente Nossa Senhora da Conceição, Estação e Parque Corgo, propondo a sua adaptação com a instalação de equipamentos inclusivos que permitam ser usufruídos por todas as crianças sem exceção, passando a ser multifuncionais, sensoriais e de fácil acessibilidade para as crianças com necessidades especiais e de mobilidade.

Recorde-se que o Orçamento Participativo Jovem se inspira nos valores da democracia participativa, inscritos no artigo 2.º da Constituição da República Portuguesa, e visa promover uma aproximação das políticas públicas locais às reais e expectantes necessidades dos jovens.

Neste sentido, o objetivo primordial do OPJ é sensibilizar os jovens para as questões do poder local, promovendo o debate, através da elaboração e apresentação de propostas e/ou projetos que vão ao encontro das expectativas e anseios da população mais jovem, promovendo assim uma maior envolvência e participação dos jovens na comunidade local e na sociedade em geral.

O município pretende também adequar as políticas públicas municipais às necessidades e expectativas dos jovens, para melhorar a qualidade de vida da comunidade, favorecendo a participação como instrumento de modernização da administração.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.