Segunda-feira, 4 de Julho de 2022

Projeto de mobilidade do Vale do Tua em ‘stand by’

O arranque do projeto de mobilidade do Vale do Tua estava previsto para junho/julho, mas, até ao momento, apesar de o barco já flutuar na albufeira da nova barragem e o comboio já estar a caminho, o processo ainda não está implementado.

 
Recorde-se que os cerca de 20 quilómetros da linha, entre o Tua e a Brunheda, que ficaram submersos na nova albufeira da barragem do Tua, tiveram como contrapartida um novo plano de mobilidade para esta região.

A EDP, concessionária da barragem, entregou ao empresário dos cruzeiros no Douro, Mário Ferreira, 10 milhões de euros para reabilitar e explorar turisticamente a nova albufeira e os cerca de 30 quilómetros, entre a Brunheda e Mirandela, que restam da linha do Tua.

O projeto visa a exploração turística, o transporte para as populações locais e está pronto a avançar do ponto de vista das infraestruturas, no entanto, relativamente à linha, o presidente da Associação de Desenvolvimento do Vale do

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.