Domingo, 17 de Outubro de 2021

Promessa de médicos não desmobiliza população

Mesmo com a promessa institucional de que a 24 de Janeiro mais médicos irão reforçar o Centro de Saúde de Ribeira de Pena, o certo é que os utentes e a autarquia adoptam uma posição de “esperar para ver” e mantêm as suas preocupações quanto ao serviço público de saúde no concelho.

-PUB-

Maria Alice, de 64 anos, residente em Santa Marinha, é uma das utentes dos serviços do Centro de Saúde de Ribeira de Pena e ir ao médico faz parte dos seus hábitos de saúde, porque tem problemas cardíacos e também na coluna. Por isso, necessita de ser vista por um clínico com regularidade. Contudo, há uns meses, ficou sem a sua médica e agora tem “dificuldades” para ser atendida. “Os médicos são cada vez menos, os doentes aumentam, não sei como isto se vai resolver”, observou. Esta preocupação é comum aos muitos utentes servidos pela médica que saiu do serviço e também pelo facto de um outro clínico entrar em gozo de férias.

A aprovação de uma moção pela Assembleia Municipal de Ribeira de Pena deu força aos protestos e aos esforços da autarquia local para que as entidades de Saúde resolvam esta carência de clínicos.

As preocupações são extensíveis também a Cerva, onde o povo também reclama “mais um médico” e onde muitos utentes têm mesmo que se deslocar a Vila Pouca de Aguiar para terem consulta.

O presidente da Câmara Municipal de Ribeira de Pena, Agostinho Pinto, aguarda uma resolução urgente do problema, confiando nos esforços que a apropria ARS Norte está a fazer. Entre a população e utentes, a possibilidade de uma manifestação popular espontânea ainda não está colocada de parte. Eventualmente, poderá juntar a população de Cerva e de Ribeira de Pena. Portanto, aguarda-se com alguma expectativa a penúltima segunda-feira do mês de Janeiro para ver qual a evolução de todo este processo.

Na nossa última edição, já referimos que a ARS Norte estava a contratar a prestação de serviços médicos a uma empresa privada. E segundo o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alto Tâmega, o dossier deveria estar concluído brevemente, prevendo- -se que na segunda ou terceira semana de Janeiro já estejam garantidos os cuidados de saúde, onde deverão “ser garantidas 50 horas/semana de cuidados médicos no Centro de Saúde de Ribeira de Pena”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.