Sexta-feira, 1 de Julho de 2022

Quebra física na segunda parte dita nova derrota

O frio seco que se fez sentir no Monte da Forca não afastou os adeptos do jogo que era preponderante para os dois emblemas, que vinham de resultados negativos na ronda anterior. A primeira parte foi completamente dominada pelos homens da casa, mas no segundo tempo tudo se alterou e o Vila Meã conseguiu vencer e levar os três preciosos pontos do Monte da Forca.

O Vila Real apresentou uma equipa apenas com uma alteração em relação ao jogo em Coimbrões. O capitão Zé Monteiro entrou para o eixo da defesa ficando Norberto de fora por lesão. Como lhe competia, foram os transmontanos que começaram por controlar o jogo no centro do terreno e a partir daí tentaram lançar o ataque que teve os seus frutos aos 25 minutos. Num bom lance na direita, Bessa, vai à linha, coloca em Moura que com o peito dá para Pedro Bouças fazer o remate e o primeiro golo do encontro. Esperava-se uma reacção da equipa do Vila Meã, mas esta sentia muitas dificuldades para entrar na área adversária. Só através de remates longos conseguiam chegar à baliza de Vieira, mas nem sempre levavam a melhor direcção.

A vantagem mínima ao intervalo era justa para os alvi-negros que controlavam o jogo a seu bel-prazer.

Para a segunda parte, o técnico Pedro Pinto, que assumiu o comando da equipa no decorrer da semana, tirou um defesa e reforçou o meio-campo com a entrada de Valente. Alterações que acabaram por surtir efeito, uma vez que os forasteiros que entraram melhor e conseguiram superioridade no centro do terreno, onde Lemos foi o estratega da equipa. A bola começou a ser lançada para as costas da defesa vila-realense, onde a velocidade e altura de avançados como Batiste e Hélder Neto fizeram toda a diferença. Aos 61’, o Vila Meã vai restabelecer a igualdade numa jogada em que a bola é levantada para a entrada da área, Batiste ganha nas alturas e coloca em Lemos que enche o pé e faz o empate. Aos 73’, a reviravolta no marcador com uma oferta do guarda-redes Vieira que faz um duplo erro. Primeiro, repõe mal a bola em jogo, depois não conseguiu suster o remate de Hélder Neto, num lance que estava perfeitamente ao seu alcance. O Vila Real ainda consegue reagir num bom lance de Luís Carlos pela esquerda, ultrapassa vários adversários e cruza para o coração da área, onde aparece Moura a encostar para o fundo da baliza, estavam de corridos 82’. Logo no minuto seguinte, os visitantes vão chegar à vantagem. Na marcação de um pontapé de canto, Batiste, sem marcação na área, faz o cabeceamento para o terceiro golo da sua equipa. Mais uma vez, ficou latente a falha de marcação na área transmontana. Nos últimos cinco minutos, do tempo regulamentar, o Vila Real acaba por sofrer mais um golo de grande penalidade, que foi muito contestada pelos jogadores da casa, mas que o árbitro não teve dúvidas em assinalar, quando nos parece que o jogador Marco se atirou claramente para a ‘banheira’. Bessa acaba por ver o cartão vermelho directo e Leirós, por supostas palavras dirigidas ao árbitro, também é expulso do jogo. O árbitro não teve o mesmo critério na análise dos lances, uma vez que Barros já deveria ter sido expulso, muito tempo antes, quando atingiu Luís Carlos com uma entrada muito feia, mas aí o senhor Ricardo Duarte decidiu perdoar o jogador. O quarto golo nasceu deste lance de grande penalidade e Hélder Neto, chamado à conversão, acaba por bisar no jogo.

O Vila Real fez uma boa 1.ª parte, mas houve uma clara quebra física no segundo tempo, como já tinha acontecido em Coimbrões. Esta derrota começa a ser preocupante para os alvi-negros que têm, agora, duas deslocações fora onde será necessário conquistar pontos para dar outro ânimo à equipa. O Vila Meã aproveitou a quebra dos transmontanos para conquistar os pontos que lhe permitem subir uns furos na classificação.

 

 

 

Luís Pimentel, treinador do Vila Real

“Temos que conquistar pontos fora”

 

Luís Pimentel ficou muito triste com mais uma derrota da sua equipa e desta vez em casa, o que já não acontecia desde o jogo com o Moncorvo.

“Até ao golo do empate conseguimos controlar o jogo, apesar de termos algumas dificuldades nas transições rápidas para o ataque. A equipa com o decorrer da segunda parte claudicou um pouco e depois sofre o segundo golo de forma caricata, que não o merecia. A equipa do Vila Meã praticamente em duas vezes que chega à nossa baliza faz dois golos e isso afectou claramente os jogadores. Mesmo assim, tentamos reorganizar o jogo e conseguimos chegar ao empate. Mas, logo depois sofremos um rude golpe com o terceiro golo do Vila Meã, que nem nos deu tempo para organizar a equipa e tentar chegar à vitória.

Na parte final do desafio o árbitro também contribuiu para o desnorte da equipa com a expulsão de dois jogadores, o Bessa e o Leirós. Desde o início, que mostrou uma clara dualidade de critérios, onde saímos claramente prejudicados. Mas, também oferecemos golos que não se podem oferecer neste tipo de jogos, muito equilibrados e onde os pormenores fazem toda a diferença.

No próximo jogo, o Vila Real vai a Serzedelo onde Luís Pimentel promete lutar por pontos que tem perdido em casa. “Temos que ir conquistar pontos fora e tentar mudar a sorte que ultimamente não nos tem acompanhado. Já falei com os jogadores e temos que levantar a cabeça para dar a volta a esta situação. Só poderemos contar connosco para reverter estes maus resultados”.

 

 

Pedro Pinto, treinador do Vila Meã

“Merecemos vencer pelo que fizermos na segunda parte”

 

Pedro Pinto, que assumiu o comando da equipa durante a última semana, mostrou-se obviamente satisfeito com o resultado e, sobretudo, com a resposta da equipa no segundo tempo.

“Durante a primeira parte o Vila Real esteve melhor que nós, mas na segunda metade conseguimos dar a volta e conquistar esta vitória que acaba por ser inteiramente justa. Ao intervalo falei com os jogadores e rectificamos algumas posições que vieram a resultar com uma maior agressividade no meio-campo. A partir daí, conseguimos ganhar muitas bolas e lançar perigosos contra-ataques que culminaram em quatro golos. Foi uma vitória difícil, perante um adversário muito complicado, mas que acaba por ser um prémio justo para os atletas do Vila Meã que estão de parabéns pelo trabalho que desenvolveram. Para qualquer treinador é sempre bom começar com uma vitória, mas esta vitória é sobretudo do trabalho de todos os jogadores. Para já, o nosso grande objectivo é ficar nos seis primeiros lugares e depois logo se verá”.

 

 

 

FICHA TÉCNICA

 

Jogo disputado no Complexo Desportivo do Monte da Forca

Árbitro: Ricardo Duarte

Auxiliares: João Pinheiro e Valdemar Maia

VILA REAL – Vieira, Bessa, Zé Monteiro, Nuno Fredy (Luís Carlos, 64’), Peixoto (Filipe, 66’), Pedro Bouças, Leirós, Moura, Nuno Meia, Castanha.

Suplentes não utilizados: Gamito, Caniggia, Fred, Miguel e Conceição.

Treinador: Luís Pimentel

VILA MEÃ – Cajó, Chico, Raul, Hugo, Marco Duarte (Valente, 45’), Barros (Ratinho, 81’), Lemos, Hélder Neto, Júnior (Igor, 68’), Batiste.

Suplentes não utilizados: Torcato, Bibi, Paulinho e Leonardo.

Treinador: Pedro Pinto

Cartões Amarelos: Bessa (20’), Barros (27’), Pedro (64’), Zé Monteiro (93’), Marco (94’).

Cartões Vermelhos: Bessa (86’), Leirós (87’).

Ao intervalo: 1 – 0

Marcadores: Pedro Bouças (25’), Lemos (61’), Hélder Neto (73’ e 86’), Moura (82’), Batiste (83’).

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.