Quinta-feira, 2 de Dezembro de 2021
DCIM\100MEDIA\DJI_0171.JPG

Regadio Coletivo Tradicional de Contins está a ser reabilitado e modernizado

Já estão em curso as obras de Reabilitação e Modernização do Regadio Coletivo Tradicional de Contins. Esta mancha agrícola e fértil de culturas hortícolas tradicionais de Contins – Carvalhais, com cerca de 41 hectares, tem um papel extremamente importante na economia local e na agricultura de toda a região transmontana.

-PUB-

A reabilitação e modernização deste novo sistema de regadio, com a criação de 76 bocas de rega e um reservatório de armazenamento de água com a capacidade de cerca de 3.500 m3, beneficiará 44 produtores, potencia a fixação das populações e o desenvolvimento socioeconómico do território.

Para além das culturas hortícolas tradicionais, como são exemplo a couve-penca, a cebola, os alhos e alfaces, desenvolvem-se ainda nestes terrenos importantes produções viveiristas de cebolo, pimento, tomate, alho francês, couves e outras espécies de replantação, para venda direta nos mercados, não só local, como também da região Duriense, Terra Fria Transmontana e Planalto Mirandês.

O projeto, aprovado pela Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAPN) em setembro de 2019, cuja gestão administrativa e executiva é da responsabilidade da Câmara Municipal de Mirandela, tem um custo aproximado de 350 mil euros, financiado na sua totalidade pelo Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 (PDR 2020).

Concluída a obra, a Junta de Agricultores de Contins, nos termos do Contrato de Parceria celebrado com a Câmara Municipal de Mirandela, assumirá a responsabilidade de assegurar a conservação e exploração do Regadio Tradicional Coletivo de Contins.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.