Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2021

Registadas 36 quedas de árvores e uma delas atingiu casas

A Proteção Civil contabilizou 53 ocorrências no distrito de Vila Real, entre as 00:00 e as 15:30, 36 das quais relacionadas com quedas de árvores, tendo uma delas atingido três casas em Mesão Frio.

-PUB-

O segundo comandante dos bombeiros de Mesão Frio, Luís Almeida, disse à agência Lusa que um pinheiro de grande porte caiu em cima de três habitações, provocando estragos nos telhados que foram reparados, pelo que não foi necessário proceder ao realojamento dos residentes.

O responsável referiu ainda que, por precaução, foram retirados galhos de uma outra árvore próxima.

O alerta para esta ocorrência, que mobilizou 15 operacionais e cinco viaturas, foi dado às 12:40.

Manuel Borges Machado, segundo comandante operacional distrital de Vila Real, disse que, entre as 00:00 e as 15:30 de hoje, contabilizaram-se 53 ocorrências no distrito, entre as quais 36 quedas de árvores, seis quedas de estruturas temporárias ou móveis, dois movimentos de massa, três inundações por precipitação intensa e três intervenções na rede elétrica, relacionadas com postes que estavam em perigo de queda.

Uma das principais consequências da queda de árvores é o corte temporário de estradas.

Por causa da depressão Fabien, o distrito de Vila Real está hoje sob aviso vermelho devido à precipitação e vento forte.

Segundo Manuel Borges Machado, o mau tempo afeta todo o distrito, contabilizando-se mais ocorrências, até ao momento, nos concelhos do distrito mais afetados pelo mau tempo são Vila Real, Valpaços, Alijó, Santa Marta de Penaguião, Mesão Frio e Mondim de Basto.

Na cidade de Vila Real, a Câmara Municipal aconselhou a população para que evite circular no exterior e que se permaneça em casa, em segurança, pedindo especial atenção ao Parque Florestal, onde se tem verificado a queda de várias árvores.

O município encerrou ao trânsito a rua de Santo António entre o Pioledo e interceção com a rua Cidade de Espinho, bem como a ponte metálica e a zona da estação, devido à queda iminente de várias árvores.

Os fortes efeitos do mau tempo, que se fazem sentir desde quarta-feira, já provocaram dois mortos, um desaparecido e deixaram 144 pessoas desalojadas, registando-se 9.500 ocorrências no continente português, na maioria inundações e quedas de árvore.

O mau tempo provocado pela depressão Elsa, entre quarta e sexta-feira, a que se juntou hoje o impacto da depressão Fabien, provocou também condicionamentos na circulação rodoviária e ferroviária, bem como danos na rede elétrica, afetando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial na região Centro.

No balanço realizado às 13:00 de hoje, a Proteção Civil indicou que a situação no rio Mondego é a mais preocupante, estando a decorrer evacuações para prevenir os efeitos de eventuais cedências de diques.

O IPMA já havia alertado para os efeitos da depressão Fabien, em especial no Norte e no Centro, estando previstos intensos períodos de chuva e vento forte de sudoeste, com rajadas que podem atingir 90 km/hora no litoral norte e centro e 140 km/hora nas terras altas.

Prevê-se que estes efeitos vão diminuindo e que se registe uma melhoria gradual do estado do tempo a partir de domingo.

Os distritos do Porto, Viana do Castelo, Aveiro, Coimbra e Braga vão estar entre as 21:00 de hoje e as 12:00 de domingo em aviso vermelho, devido à agitação marítima, a que se soma Vila Real, por causa de fortes rajadas de vento, que podem atingir 140 quilómetros/hora.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.