Quinta-feira, 30 de Maio de 2024
No menu items!

Secretário de Estado conhece projeto do novo Lar de Acamados

Governo está disponível para apoiar a nova infraestrutura que vai substituir uma já existente mas que não tem capacidade para responder às necessidades da população

-PUB-

Para dar resposta às necessidades sociais e procurando aumentar o número de camas disponíveis, a Santa Casa da Misericórdia de Boticas vai avançar para a construção de um novo Lar de Grandes Dependentes, uma vez que o atual lar, localizado paredes contíguas com o Centro de Saúde, já não tem capacidade para responder às solicitações da população.

A nova valência irá nascer nos terrenos junto ao Centro de Apoio a Deficientes do Alto Tâmega (CADAT) e concorreu às verbas sobrantes do quadro comunitário. O secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social, Agostinho Branquinho, enalteceu a iniciativa da Santa Casa em colaboração com a autarquia, referindo que este é um “projeto inovador, sendo local e social”, que visa resolver o problema de uma infraestrutura que está ultrapassada no tempo. “É uma resposta para qualificar a estrutura antiga e dar dignidade às pessoas que a ela recorrem”.

A Santa Casa concorreu às verbas sobrantes do QREN e o governo promete “dar o impulso para que essa obra venha a ser aprovada”. “Vamos esperar que a obra seja aprovada, mas se isso não acontecer, iremos encontrar outras formas de ajudar o município e a Misericórdia a concretizar o projeto, que irá dar mais qualidade de vida às pessoas”, assumiu o responsável governamental.

O lar terá 30 camas disponíveis e a autarquia promete avançar com a obra, mesmo que não venha a ser contemplada com verbas dos fundos comunitários. “Independentemente de termos financiamento ou não, a obra vai avançar. A Câmara de Boticas vai apoiar com uma percentagem significativa, porque é uma estrutura necessária e em breve irá arrancar”, garantiu o presidente da autarquia, Fernando Queiroga, adiantando que o concelho tem uma cobertura social na ordem dos 100 por cento e o município “não pode virar costas a esta parceria com a Santa Casa, que está a fazer um trabalho excelente”.

A obra estará concluída dentro de um ano e será geradora de emprego e riqueza no concelho.

O secretário de Estado visitou ainda as diversas valências da Santa Casa da Misericórdia, que neste momento dá trabalho a cerca de 200 pessoas, sendo o segundo maior empregador do concelho. A acompanhar esta visita esteve obviamente o provedor da Misericórdia de Boticas, Fernando Campos, que referiu que o sucesso da Santa Casa se deve aos funcionários que são muito dedicados ao serviço de qualidade prestado pela unidade que dirige.

Já o presidente da União das Misericórdias Portuguesas, Manuel de Lemos, sublinhou a importância de se aproveitar os novos fundos comunitários do Quadro Portugal 2020, já que pela primeira vez a União Europeia coloca à disposição dinheiro para a solidariedade.

Agostinho Branquinho frisou ainda que neste momento em que estão a abrir as candidaturas ao novo quadro Portugal 2020, é importante inovar, como tem feito a Misericórdia de Boticas, num projeto-piloto na área do atendimento e do acompanhamento social, que se designa Rede Local de Intervenção Social. “Vim ver como estão a desenvolver-se os projetos no terreno e perceber quais são os resultados obtidos até agora. Depois iremos reunir é verificar quais as estratégias a adotar para alcançarmos mais e melhores resultados no futuro”.

Recorde-se que este membro do governo esteve no verão passado na inauguração da Unidade de Cuidados Intensivos de Boticas.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS