Segunda-feira, 12 de Abril de 2021

Secundárias de Chaves no pódio distrital

Fernão de Magalhães, Júlio Martins e António Granjo ocupam, num universo de 14, os primeiros três lugares, no ranking das melhores escolas secundárias em 2019, no distrito de Vila Real

Pelo terceiro ano consecutivo, a Escola Básica e Secundária Fernão de Magalhães conquista o título de melhor estabelecimento de ensino do distrito de Vila Real. Desde 2017, e depois de ter tirado o lugar à Escola Secundária Morgado de Mateus, em Vila Real, nunca mais largou o 1º lugar no ranking. 

Depois de a média dos alunos nos exames nacionais ter descido de 11,56 para 11,42, de 2017 para 2018, em 2019 o número voltou a subir para 11,82, sendo que a média interna no ano em questão foi de 14,6. A nível nacional, o Liceu de Chaves, como também é conhecida, ocupa a 108ª posição nas estatísticas. 

“Isto significa que o resultado do trabalho foi positivo, independentemente da interpretação que cada um possa ter deste ranking”, referiu Mário Carneiro, diretor do Agrupamento de Escolas Fernão de Magalhães, louvando o trabalho dos alunos, principalmente, dos professores, pais e encarregados de educação “que têm participado e colaborado para que os resultados possam ser positivos”. 

O professor de Português realça que os alunos do Liceu de Chaves “têm conseguido entrar na primeira opção aquando da candidatura ao ensino superior”, o que se reveste de grande importância porque “às vezes essa entrada tem condicionantes como sejam

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.