Sábado, 31 de Julho de 2021

Temperaturas máximas vão subir entre 7 e 8 graus até segunda-feira

As temperaturas máximas vão subir entre 7 e 8 graus até segunda-feira, altura em que está previsto o início da segunda fase do plano de desconfinamento, com a abertura de lojas de rua, restaurantes, cafés e esplanadas.

-PUB-

Em declarações à agência Lusa, Bruno Café, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) previu que as temperaturas vão subir gradualmente entre 7 e 8 graus a partir de hoje, sendo os dias mais quentes segunda e terça-feira, com os termómetros a chegarem aos 30 graus em algumas regiões do país.

“Hoje ainda vamos ter períodos de céu muito nublado com alguns aguaceiros mais prováveis na região sul e durante a tarde nas regiões norte e centro, em especial no interior. Há também possibilidade de trovoadas associadas aos aguaceiros, que serão mais prováveis na região sul, mas já vamos ter uma subida das temperaturas máximas em alguns locais de 4 a 5 graus. Teremos hoje máximas acima dos 20 graus, o que não ocorreu no dia de ontem [quinta-feira]”, adiantou.

“Para sábado vamos ter uma melhoria em termos de nebulosidade no norte e centro. Na região sul ainda há possibilidade de aguaceiros. Está também prevista uma pequena subida da temperatura, em especial da máxima, devendo atingir em algumas regiões os 24/25 graus”, referiu.

De acordo com Bruno Café, no domingo está prevista nova subida da temperatura, de 1 a 2 graus.

“A partir de hoje e até ao início da semana vamos ter subidas graduais da temperatura. Ao longo dos próximos dias vamos ter subidas acumuladas de 7/8 graus. Segunda e terça-feira serão os dias mais quentes com as temperaturas a chegarem aos 30 graus no Alentejo”, disse.

Bruno Café disse ainda que a tendência será de mudança do estado do tempo a partir de meados da próxima semana.

De acordo com o plano de desconfinamento do Governo, a partir de segunda-feira poderão abrir as lojas de rua, cafés, restaurantes, pastelarias e respetivas esplanadas, museus, monumentos e palácios, galerias de arte e similares, creches, equipamentos sociais de apoio à deficiência e os alunos dos 11.º e 12.º anos (ou do 2.º e 3.º ano de outras ofertas formativas) voltam às escolas.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.