Terça-feira, 6 de Dezembro de 2022
No menu items!
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Três feridos graves e quatro feridos ligeiros

Dois desastres, ocorridos, no domingo, deram que fazer aos Bombeiros da Cruz Verde (Vila Real) e de Mesão Frio. O acidente de maior aparato ocorreu, pelas 14h, na EN 108, entre a passagem de nível da Rede e a ponte de Granjão (Mesão Frio), quando dois veículos ligeiros, um Peugeot 205 e um Audi A4, […]

PUB

Dois desastres, ocorridos, no domingo, deram que fazer aos Bombeiros da Cruz Verde (Vila Real) e de Mesão Frio.

O acidente de maior aparato ocorreu, pelas 14h, na EN 108, entre a passagem de nível da Rede e a ponte de Granjão (Mesão Frio), quando dois veículos ligeiros, um Peugeot 205 e um Audi A4, colidiram, frontalmente, resultando do embate dois feridos graves e quatro de média gravidade.

A violência do choque foi tal que os Bombeiros de Mesão Frio tiveram de desencarcerar o condutor de um dos carros, João Alves Penas Cunha, de 36 anos, o qual, dado o seu estado, teve de ser levado, já assistido por uma equipa do INEM, para o Campo de Futebol das Acácias, a fim de ser transferido, num helicóptero, para o Centro Hospitalar Vila Real/Régua.

“Ia com vários traumatismos e fracturas, por todo o corpo” disse uma fonte dos Bombeiros de Mesão Frio. Entretanto, outra acidentada, Maria Manuela Reis Cunha, de 45 anos, em estado considerado “muito grave”, foi, igualmente, levada para a mesma unidade hospitalar. Ambas as vítimas residem em Lamego.

Os outros feridos tiveram de ficar internados, em Vila Real. Trata-se de Eduardo Alves Cunha, de 44 anos e de José Alves Cunha, residentes, também, em Lamego. Os feridos ligeiros foram Elisabete Cristina Sousa Monteiro Pinto, de 20 anos; e Danilo Sousa Rodrigues Pinto, moradores em Frende (Baião). Estes dois acidentados seguiam num Audi A4.

As causas deste acidente não estão apuradas, mas supõe-se que um dos veículos terá calculado mal uma ultrapassagem, indo chocar, violentamente, com outro veículo que seguia na outra faixa de rodagem.

O outro acidente ocorreu, pelas 5 horas, na “Curva dos Pirolitos”, em Almodena, causando um ferido grave. Este sinistro resultou de um embate entre um ciclomotor e uma viatura ligeira. A causa deste acidente teve a ver com o despiste da motorizada que acabou por embater no automóvel, ficando o condutor do veículo de duas rodas com traumatismo craniano, em estado considerado muito grave, facto que levou à comparência de um helicóptero do INEM, no local, a fim de ser conduzido ao Hospital de Santo António, no Porto, sendo o seu estado de prognóstico reservado.

Estiveram, no local, quatro Bombeiros da Cruz Verde, uma ambulância e a VMER do Centro Hospitalar Vila Real/Régua.

 

Jmcardoso

PUB

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.