Quinta-feira, 21 de Outubro de 2021
????????????????????????????????????

Vai ligar a vila à futura Auto-estrada Transmontana

O sonho durou quase três décadas, mas ficou agora concretizado. Ontem, o ministro das Obras Públicas Transportes e Comunicações, António Mendonça, e o ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, marcaram presença na abertura ao tráfego do segmento do IC5 – Murça Alijó/Carlão, que custou cerca de 16 milhões de euros. Até final de 2011, todo o IC5 deverá estar concluído.

-PUB-

Depois de elogiar o empenho do presidente da Câmara de Alijó na obra, Pedro Silva Pereira abordou os efeitos de algumas medidas que vieram beneficiar a região, onde se tem deslocado frequentemente para inaugurar vários equipamentos, como centros escolares, unidades de cuidados continuados, entre outras. O ministro da Presidência sublinhou ainda que “não há números que superem o montante do investimento feito nas acessibilidades em Portugal”.

O presidente da Estradas de Portugal, EP, Almerindo Marques, salientou o facto do prazo da obra “ter sido cumprido, sem derrapagens financeiras”. Por sua vez, António Mendonça elencou o “impacto positivo” das concessões ao nível do desenvolvimento do país, que beneficiam a economia e, por outro lado, reduz a sinistralidade rodoviária. O ministro espera ainda que até final de 2011, o troço restante do IC5 será concluído. Em termos nacionais, este membro do Governo garantiu que “as concessões já criaram cerca de 29 mil postos de trabalho”.

Este novo acesso, com sete quilómetros, “representa um investimento na segurança, na qualidade das acessibilidades e na diminuição da sinistralidade”, referiu Artur Cascarejo, presidente da Câmara Municipal de Alijó. O autarca adiantou ainda que “este troço irá potencializar os investimentos na zona Industrial”, sustentando que “há já empresários interessados em investir, logo que souberam da criação da nova acessibilidade”.

O lanço do IC5, que liga o IP4 ao nó de Carlão, em Alijó, representa menos 7 quilómetros dos 145 que a via vai ter até Miranda do Douro, cruzando todo o Sul do distrito de Bragança.

De referir que, o primeiro lanço da nova fase do IP2, entre Celorico da Beira e Trancoso, já abriu ao trânsito, numa extensão de 29 quilómetros, com perfil de auto-estrada. Ficam a faltar cerca de 70 quilómetros entre Vale Benfeito (Macedo de Cavaleiros) e Trancoso. Porém, o lanço entre Junqueira (Torre de Moncorvo) e Pocinho (Vila Nova de Foz Côa) encontra-se suspenso devido a questões ambientais. O próximo troço a abrir, previsto para o início de Julho, será o do IP2, entre Longroiva (Meda) e Trancoso. Assim sendo, tanto o IC5 como o IP2 deverão ficar concluídos no final de 2011.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.