Quarta-feira, 20 de Outubro de 2021

Vidago, 3 Pedras | Salgadas, 1

No «derby» termal, a vitória sorriu ao Vidago por 3-1, com Guilhaume, autor de dois dos três golos, a ser claramente o homem do jogo. Quem se deslocou ao João de Oliveira, em Vidago, e diga-se, desde já, foram muitos os adeptos de ambos os lados, teve o privilégio de assistir a um bom espectáculo de futebol, entre duas equipas que tudo fizeram para arrecadar os três pontos.

-PUB-

A jogar em casa, os comandados de Júlio Batista entraram com grande determinação na partida e, logo aos 3 minutos, Diop, depois de uma excelente jogada de Guilhaume desperdiça uma oportunidade clara de golo. Depois deste maior ímpeto ofensivo inicial dos da casa, os visitantes equilibram a contenda e, aos 17’, Nacho, num remate de meia distância, obriga Vieira a defesa de recurso. Contudo, o golo viria a surgir para a turma local aos 28’, por Guilhaume a passe de Diop. Em desvantagem no marcador, os visitantes partem na procura da igualdade, vindo a conseguir os seus intentos quatro minutos volvidos por Castelo, que da melhor forma deu seguimento a uma excelente jogada de João Portal (melhor em campo do Pedras Salgadas). Quando tudo indicava que a igualdade iria persistir até ao intervalo, Guilhaume volta a descobrir o caminho do golo, com um remate indefensável para Diogo.

Para a etapa complementar, Rui Fernandes deixa ficar nos balneários um defesa, Tiago Marques e faz entrar um avançado Braulio, na tentativa de dar mais acutilância atacante à sua equipa. Esta alteração quase dava frutos logo no primeiro minuto deste segundo período de tempo, quando o recém-entrado Braulio aparece em boa situação para desfeitear Vieira, só que o remate do dianteiro do Pedras sai por cima do travessão. Era um Pedras mais destemido, mais determinado em campo, perante um Vidago na expectativa, se bem que estava em vantagem no marcador, daí as despesas do jogo pertencerem ao adversário. Aos 60 minutos e contra a corrente do jogo, numa transição rápida de contra-ataque, a turma local chega ao terceiro golo por Diop, que finaliza bem o cruzamento de Tiago, um lance em que o lateral esquerdo do Pedras, Luís Jesus, poderia ter feito um pouco mais, para impedir a progressão do homem da casa. A obtenção deste terceiro golo dava uma vantagem mais confortável para os da casa gerirem o encontro, contudo a formação de Júlio Batista acaba por sofrer um revés dois minutos após ter obtido o golo, Carlitos depois de discordar uma decisão do árbitro, vê o segundo amarelo e o consequente vermelho. Com menos um elemento em campo, a turma local recua mais no terreno, junta mais as suas linhas na tentativa de impedir as investidas dos visitantes que, a partir daqui, com a saída de mais um defesa e a entrada de um homem mais ofensivo, Fafe, ficam a jogar apenas com três defesas, arriscando claramente tudo no ataque com as situações de finalização a surgirem frequentemente junto à baliza de Vieira. O golo parecia eminente para os visitantes, no entanto, acabaria por não surgir até ao final, muito por culpa da falta de acerto dos atacantes forasteiros, mas também devido à boa actuação do guardião Vieira.

Quanto ao trabalho de Arnaldo Araújo, apenas um registo negativo em todo o encontro. Aos 78 minutos, João Portal é derrubado na área por um defensor do Vidago, um lance claro de grande penalidade. Não fosse este lance, teria realizado um excelente trabalho.

 

Ficha Técnica

 

Jogo no campo João de Oliveira

Árbitro: Arnaldo Araújo

Auxiliares: José Teixeira e Bruno Costa

Vidago: Vieira, Nuno Rendeiro, Guilhaume (Ruça, 80’), Carlitos, Diop, Tiago (Simi, 90’), Telmo, Portal, Márcio, Daniel, Ruizinho (Pedro Adão, 56’).

Treinador: Júlio Batista

Pedras Salgadas: Diogo, Wilson (Fafe, 63’), Dani, Luís Jesus, Gonçalo, Vítor Rodrigues, Castelo, Tiago Marques (Braulio, 45’), Nacho, João Portal, Machado.

Treinador: Rui Fernandes

Cartões Amarelos: Nacho (30’), Gonçalo (40’), Carlitos (47’, 62’), Nuno Rendeiro (50’), Telmo (53’), Luís Jesus (60’), Dani (75’), Vieira (80’).

Cartões Vermelhos: Carlitos (62’).

Marcadores: Guilhaume (30’, 44’), Castelo (33’), Diop (60’).

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.