Domingo, 24 de Outubro de 2021

Vila Real prepara 150 camas alternativas para dar resposta à pandemia

A Câmara de Vila Real anunciou hoje que estão a ser preparadas 150 camas para acolher pessoas com covid-19 ou que necessitem de alojamento temporário, numa residência universitária e num outro edifício da academia transmontana.

-PUB-

Um lar de Vila Real foi evacuado na semana passada, numa longa operação que transferiu 53 utentes com covid-19 para o Trofa Saúde Hospital, localizado naquela cidade. Nesta instituição foram identificadas 88 pessoas infetadas, entre idosos e funcionários.

O presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos, disse hoje que a autarquia está a delinear um plano para dar resposta a "outras situações semelhantes" que possam ocorrer quer nos lares de idosos, nas famílias de acolhimento ou ainda nos serviços de apoio domiciliário que as instituições particulares de solidariedade social (IPSS) prestam no concelho.

Nesse sentido, salientou que está a ser preparada a residência universitária de Codessais, bem como o edifício do ex-CIFOP, ambos cedidos pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

Nestes dois espaços ficarão disponíveis cerca de 150 camas, que tanto podem acolher pessoas com covid-19 ou outras que precisem de alojamento temporário.

O autarca disse que também a residência de Além Rio está preparada para “albergar profissionais de saúde que pretendam ali instalar-se, protegendo as suas famílias e a si mesmos”.

Depois, em caso de necessidade há ainda, segundo apontou o presidente da câmara, o evacuado Lar de Nossa Senhora das Dores que foi, entretanto, descontaminado por uma equipa do Exército.

“A boa notícia é que não temos notícia de que haja mais algum lar com infeção covid-19 no concelho de Vila Real”, afirmou o autarca.

A câmara lançou também uma bolsa de voluntariado que já possui 200 pessoas inscritas.

“Mas temos e continuamos a ter um problema (…) Continuamos a precisar de equipamentos de proteção individual, bem como de técnicos, médicos e enfermeiros especializados em concreto para tratarem da covid-19”, apontou.

Rui Santos considerou uma boa decisão do Governo a de realizar testes de despiste da covid-19 em todos os lares de idosos, um programa que arranca nos concelhos de Lisboa, Aveiro, Évora e Guarda.

De acordo com o jornal Público, esta é uma operação conjunta entre os Ministérios do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (que tutela os lares), articulada com o Ministério da Ciência, em parceria com a Cruz Vermelha e o Instituto de Medicina Molecular (IMM) da Universidade de Lisboa, que criou uma versão própria de um ‘kit’ de diagnóstico do vírus.

“Os idosos são a nossa população mais fragilizada e necessitam de um cuidado especial e de serem constantemente testados”, frisou.

O autarca referiu que, "se tudo correr bem, nos próximos dias, também no distrito de Vila Real e em particular neste concelho, esses testes serão uma realidade”.

Neste território, os testes vão ser realizados numa colaboração com a UTAD.

Segundo o boletim epidemiológico de hoje da Direção-Geral da Saúde (DGS), o concelho de Vila Real contabiliza um total de 115 pessoas com covid-19.

Só no Lar de Nossa Senhora das Dores, localizado no centro da cidade, foram detetados 88 utentes e funcionários com o novo coronavírus, em 99 testes realizados pelo INEM.

Portugal, de acordo com a DGS, regista hoje 140 mortes com covid-19, mais 21 do que na véspera (+17,6%), e 6.408 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 446 em relação a domingo (+7,5%).

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.