Quarta-feira, 17 de Agosto de 2022

Vila-realense Jorge Rodrigues vence Taça da Estónia

Há quatro anos na Estónia, o central vila-realense Jorge Rodrigues conquistou a Taça da Estónia, no sábado. O jogador, de 33 anos, jogou durante os 90 minutos na vitória por 2-0 do Nomme Kalju sobre o Paide Linnameeskond. Desta forma, a equipa do português assegurou um lugar na pré-eliminatória da Liga Europa em 2015/16. Jorge Rodrigues […]

-PUB-

Há quatro anos na Estónia, o central vila-realense Jorge Rodrigues conquistou a Taça da Estónia, no sábado. O jogador, de 33 anos, jogou durante os 90 minutos na vitória por 2-0 do Nomme Kalju sobre o Paide Linnameeskond. Desta forma, a equipa do português assegurou um lugar na pré-eliminatória da Liga Europa em 2015/16.

Jorge Rodrigues é um autêntico líder dentro de campo, com a sua equipa a lutar pela conquista do campeonato. No jogo desta terça-feira, frente ao Flora, que estava no topo da classificação, o Nomme Kalju venceu por duas bolas a zero e conquistou o primeiro lugar no campeonato. Jorge Rodrigues tem sido decisivo em muitos jogos, tanto a defender como a atacar, como aconteceu ainda neste jogo e na semana passada em voltou a marcar e a assistir para golo, na vitória da sua equipa sobre o Parnu, num jogo a contar para a 13ª jornada do campeonato.

Em 2012, o jogador transmontano conquistou o título de campeão nacional ao serviço do Nomme Kalju, clube para onde foi em 2011, depois de ter representado o Abambres, Vila Real (dois clubes onde fez o seu percurso de formação), o Pombal, o Tondela, Boavista ou o Gorica, da Eslovénia.

Em declarações à Voz de Trás-os-Montes, o central vila-realense sublinha que nunca pensou chegar onde está. “Tive alguns problemas no início da minha carreira, mas, quase sozinho, consegui ultrapassar vários obstáculos e hoje é um orgulho já ter estado em campo a ouvir o hino da Liga dos Campeões, em jogos das pré-eliminatórias.” Para além disso, a equipa que representa joga com regularidade a pré-eliminatórias da Liga Europa, sendo que esta época acabou por ser eliminada pelo Dnipro, finalista vencido pelo Sevilha, de Espanha, por três bolas a duas.

Apesar do frio, a sua adaptação ao país foi fácil, já que todos o receberam bem e hoje é já uma referência do clube, sendo por diversas vezes considerado o jogador do mês pelos adeptos. Para já não pensa regressar a Portugal, pois está num clube que joga com regularidade as competições europeias, razão mais que suficiente para continuar na Estónia. “Neste momento, só uma proposta muito aliciante me levaria a ponderar regressar”, refere Jorge à VTM.

Sempre que pode, o atleta vem até Vila Real “matar” saudades da família, dos amigos e sobretudo da mãe. Mas, também não esquece a nossa comida, que é para ele “a melhor do mundo”. Agora, vem passar uns dias de férias a Portugal e depois regressa à Estónia para ajudar o seu clube a vencer o campeonato (que decorre de março a novembro) e preparar já as pré-eliminatórias da Liga Europa, que se vão jogar em julho.

MF

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.