Terça-feira, 27 de Julho de 2021

Vilar de Nantes temperou “Sr. Camões” para a Pascoela

A aldeia nos arredores de Chaves recebeu um pote de 200 litros, o segundo maior do continente, que será utilizado para cozinhar uma refeição para cerca de 500 pessoas no domingo de pascoela

-PUB-

Depois de ter sido recebido com honras de champagne em Vilar de Nantes, o “senhor Camões” foi temperado no Largo do Tanque, durante uma vigília de 24 horas onde habitantes e amigos da aldeia se juntaram em convívio. “Desinfetar o pote do ferro fundido e do sabor da tinta para o pôr capaz de receber produtos alimentares com cinza, areia, gordura, raízes e coisas da natureza”, explicou o que é temperar um pote Humberto Seixas, mestre da Confraria “Os de Sempre” de Vilar de Nantes, responsável pela tradição que tem passado de geração em geração.

Durante a vigília, e enquanto a tempura decorre, com o pote sobre o fogo, que tem que ser constantemente alimentado, os

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.