Segunda-feira, 25 de Outubro de 2021
©DR

14ME vão ser investidos em obras públicas

A câmara municipal de Lamego pretende acelerar a execução dos principais projetos municipais, cujo investimento global é de quase 14 milhões de euros.

-PUB-

De acordo com o presidente da autarquia, “queremos injetar este valor na economia local, tendo em conta o atual contexto de pandemia. Espero amplo apoio político para iniciar os procedimentos concursais e adjudicar estas obras públicas, a desenvolver, sobretudo, no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), que tem cofinanciamento europeu garantido”.

Neste momento, estão em andamento as obras da empreitada de recolha, transporte e tratamento de águas residuais na freguesia da Penajóia, bem como a criação do Circuito Pedonal do Relógio do Sol e a requalificação do espaço público do Bairro de Alvoraçães, que representam um valor total de 2 milhões de euros.

Contudo, “outras obras estão já planeadas e que importa agilizar” para dinamizar a atividade económica local, no momento em que a economia vai reabrindo, de forma gradual. Entre elas estão, sobretudo, projetos nas áreas da mobilidade e da regeneração urbana como a construção da primeira fase do Parque Urbano de Lamego, a construção de uma passagem inferior desnivelada no Santuário dos Remédios, a requalificação do espaço público do Bairro de Nazes, a requalificação do espaço público Sra. da Guia – Medelo e a regeneração do Largo dos Bancos.

O início destas obras estruturantes, anunciadas por Ângelo Moura aquando do balanço de dois anos de mandato, “poderá potenciar negócios noutras áreas e dinamizar o setor do comércio, num momento muito difícil na vida das pessoas”, explica o autarca.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.