Quarta-feira, 16 de Junho de 2021

17 farmácias do distrito vivem “em situação de risco”

As farmácias portuguesas vivem dias difíceis, devido a processos de penhora ou insolvência, segundo dados divulgados na semana passada pela Associação Nacional de Farmácias (ANF).

-PUB-

Em Portugal, são 679 as farmácias em risco, com processos de penhora e insolvência, que representam quase 25 por cento da rede de mais de 2.900 farmácias. No distrito de Vila Real, são 17 as farmácias que se encontram nesta situação complicada, enquanto no de Bragança são sete os espaços que estão em risco de insolvência. 

Há cerca de duas semanas, a ANF lançou uma petição pública, onde defende um programa legislativo dirigido ao setor farmacêutico, para evitar o fecho de farmácias em situação mais frágil. O mesmo documento pede ainda igualdade no acesso aos medicamentos por parte de todos os portugueses.

A petição, denominada “Salvar as Farmácias”, foi assinada pelas ordens dos Médicos e dos Farmacêuticos, que subscrevem “as preocupações dos promotores da iniciativa”, que alertam para as “dificuldades sentidas pela rede de farmácias e também para os problemas relacionados com as falhas de abastecimento de medicamentos”.
Ainda de acordo com

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.