Terça-feira, 19 de Outubro de 2021

2019 coisas importantes que aconteceram

Muitas coisas importantes aconteceram no ano de 2019, quer no país quer internacionalmente. Nem todas positivas, é certo, mas todas elas a merecerem reflexão

-PUB-

Face às injustiças, às violências e às crescentes marginalizações, a sociedade atual invoca direitos: os das crianças, os das mulheres, os dos animais, os do planeta terra. Os imediatismos da globalização fazem acelerar o mundo das comunicações (proliferam as notícias falsas) e o mundo físico que nos envolve, com todo um cotejo de consequências. As novas dinâmicas civilizacionais causam desastres e mortes, nas casas, nas ruas, nas estradas, nas florestas, nas praias, nas minas, nos mares e nos ares. As águas avançam e as terras tremem. Perseguimo-nos e desencontramo-nos quando queremos reunir-nos. Trocar sonhos, palavras e ideias. Dialogar. No mundo falam Francisco e Guterres, no país ouvimos Marcelo. Na nossa região faltar-nos-á um líder institucional que consiga contrabalançar as promessas não cumpridas de outrem, as realidades adversas, o adiamento das grandes decisões e dos grandes investimentos. 

Vale-nos o que temos de bom e não é pouco o que possuímos. Valores e valeres, sabores e saberes, anseios e afetos, desde o vinho fino aos caretos de Podence. Temos pouca gente mas que chega para marcar a nossa identidade. E temos uma juventude disposta a assumir compromissos.

2020 é um ano a cumprir com otimismo. Na política, na cultura, na ciência, na saúde, na educação, no ambiente. Otimizar é função de todos. Do povo e de quem governa, das gerações diferentes, em especial daquelas que apontam para o futuro.

A

Ambiente

Centenas de peixes mortos no rio Rabaçal, em Bragança (Setembro); Criada nova empresa intermunicipal “Águas do Interior Norte” (Novembro); Tempestade com ventos ciclónicos atingiu a região transmontana (Dezembro). 

C

Cultura

“Rock Nordeste”, em Vila Real (Maio); Novo órgão de tubos apresentado na igreja de São Martinho de Anta/ Sabrosa (Julho); Festival de “Street Art” Pitoresco, em Vila Real (Setembro); Presidente da República entregou prémio D. Diniz a Onésimo de Almeida, no Palácio de Mateus / Vila Real (Setembro); “Douro Jazz”, em Vila Real (Setembro); “Filandorra” contestou critérios do Ministério da Cultura para apoio ao Teatro (Dezembro); “Caretos de Podence”/ Macedo de Cavaleiros passaram a ser Património Imaterial Mundial da Humanidade, distinção da UNESCO.

D

Desastres mortais com tratores

Homem morreu em Bagueixe/ Macedo de Cavaleiros (Março); Morte de um homem em Algoso/ Vimioso (Março); Morte de um homem em Babe/ Bragança (Maio); Homem morreu em Quintanilha/ Bragança (Maio); Morte de um homem em Gebelim/ Alfândega da Fé (Maio); Morte de um homem em Valverde/ Alfândega da Fé (Junho); Morte de um homem em Franco/ Mirandela (Junho); Homem morto em Presandães/ Alijó (Junho); Homem morto em Mirandela (Julho); Homem morto em Torre de Moncorvo (Julho); Mulher morta em Paredes/ São João da Pesqueira (Agosto); Homem morto em Ermida/ Peso da Régua (Agosto); Homem morreu em Quintela de Lampaças/ Bragança (Agosto); Homem morto em Cabriz/ Tabuaço (Setembro); Homem morto em Pereira/ Mirandela (Novembro); Homem morto em Vimioso (Novembro).

Total de pessoas mortas: 16.

Desastres rodoviários mortais

Duas pessoas mortas, em Alijó (Junho); Homem morto em despiste, em Chaves (Julho); Emigrante morreu em despiste, em Macedo de Cavaleiros (Agosto); Homem morreu atropelado em passadeira, em Vila Real (Setembro); Homem morto em despiste de moto, em São João da Pesqueira (Setembro); Casal morreu em despiste na A4, em Mogadouro (Novembro).

Desporto

Sport Clube de Vila Real e Grupo Desportivo de Bragança foram campeões distritais de futebol, avançando para o Campeonato de Portugal (Maio); Grupo Desportivo de Chaves foi despromovido da I para a II Liga (Maio); Clube “Amigos de Cerva” foi campeão distrital de futsal (Maio); “VPA Cup”, em Vila Pouca de Aguiar (Junho); Sport Clube de Vila Real venceu as Taças AFVR e Transmontana, em futebol (Junho); Torneio Tribol de praia, em Vila Real (Julho); 50º Circuito Internacional Automóvel, em Vila Real (Julho); Vitória de Tiago Monteiro em WTCR/ Taça do Mundo de Carros de Turismo (Julho); Equipa da Diocese de Vila Real sagrou-se bicampeã nacional de futsal, após disputa da “Clericus Cup” (Julho); Concurso hípico internacional de Pedras Salgadas (Agosto); Volta a Portugal em Bicicleta cumpriu etapa na Senhora da Graça, em Mondim de Basto (Agosto); “Gala do Desporto”, em Vila Real (Setembro); SC Vila Real vence Supertaça Sequeira Teles, em futebol (Setembro); “Douro Ultra Trail”, em Santa Marta de Penaguião (Setembro); Clube “Amigos de Cerva” venceu supertaça de futsal (Outubro); Supertaça nacional de basquetebol disputou-se em Vila Real, entre o Futebol Clube do Porto e a Associação Desportiva Oliveirense (Outubro); “Ultra Trail Serra do Alvão” (Novembro); Torneio Interassociações de Futebol Feminino, em Boticas (Dezembro); Criada a modalidade de patinagem artística no Sport Clube de Vila Real (Dezembro); Criada a modalidade de Boccia no desporto adaptado, em Vila Pouca de Aguiar (Dezembro),

E

Economia

Vinho do Porto da Adega de Favaios distinguido como melhor do mundo (Fevereiro); Casa do Douro passou a ser pública (Abril); Barragem de Fridão cancelada pelo Governo (Abril); “Bienal do Granito” em Mondim de Basto (Maio); Cruz Vermelha adquiriu a Escola de Enfermagem, em Chaves (Julho); Encerrou o Aeródromo de Vila Real (Julho); Colégio Salesiano de Poiares/ Régua foi comprado pela associação A2000 (Julho); Benefício no vinho fino, no Douro, sofreu novo corte, agora de oito mil pipas (Agosto); Estabelecidos transportes gratuitos transfronteiriços entre Chaves e Verin/ Galiza (Agosto); Reabriu o Hospital de Valpaços que fechara em 2011 (Novembro); “Aqua Fórum”, em Chaves (Dezembro); EDP vendeu seis barragens transmontanas a consórcio francês, por 2,2 mil milhões de euros (Dezembro).

G

Greves Acidentes

Casal de São João da Pesqueira morreu por inalação de monóxido de carbono (Janeiro); Homem morreu num incêndio em sua casa, em Calvão/ Chaves (Fevereiro); Homem morreu ao cair à lareira, em Gache/ Vila Real (Fevereiro); Empresário e jovem piloto morreram em queda de aeronave, em Bragança (Março); Homem morreu por ter caído de uma árvore, em Campeã/ Vila Real (Março); Homem fogueteiro morreu em Covelo do Gerês/ Montalegre atingido por uma explosão de material pirotécnico (Abril); Jovem morreu eletrocutado, em Armamar (Maio); Queda de helicóptero em Macedo de Cavaleiros faz quatro feridos (Junho); Mulher morreu em incêndio na sua casa, em Chaves (Junho); Jovem morreu afogada numa lagoa do rio Cabril, em Montalegre (Julho); Homem morreu por ter caído a um poço, em Chaves (Julho); Jovem morreu afogado na albufeira do Azibo, em Macedo de Cavaleiros (Agosto); Pastor morreu ao sofrer ataque cardíaco quando socorria ferido em acidente de viação (Agosto); Homem morreu afogado na albufeira do Azibo, em Macedo de Cavaleiros (Setembro); Homem morreu em Parada/ Bragança, por ter caído à lareira (Outubro); Carrinha destravada matou o seu condutor, em Miranda do Douro (Dezembro); Homem morreu em Rendufe/ Valpaços, após ter caído na lareira (Dezembro).

Justiça

Militar da GNR condenado a cinco anos de prisão efetiva por corrupção, em Vila Real (Janeiro); Pena suspensa para militar da GNR condenado por tráfico de droga, em Vila Real (Abril); 25 anos de prisão para homem que matou jovem estudante, em Valpaços (Maio); Professor condenado a seis anos de prisão por abuso sexual de crianças, em Vila Real (Setembro); Em Carrazeda de Ansiães, homem matou a mulher, à facada (Outubro); Eleições nos Bombeiros de Sabrosa anuladas pelo tribunal (Outubro); Foi absolvido o agricultor de Ribeira de Pena que estava acusado de ter matado a mãe (Novembro); 12 anos de prisão para homem que violou e que cometeu abusos sexuais persistentes na filha, em Vila Real (Novembro); Homem tentou matar a mulher, suicidando-se de seguida, em Lamego (Dezembro); Mulher de Sabrosa foi encontrada sem vida em Espanha (Dezembro).

M

Municípios

Quase todos os municípios transmontanos recusaram assumir, total ou parcialmente, as competências do Governo (Fevereiro); Comemorações da primeira viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães, em Sabrosa (Fevereiro); Concelho de Montalegre considerado o que teve maior número de incêndios, a nível nacional, em 2018 (Março); No “ranking” nacional, Bragança e Vila Pouca de Aguiar ocuparam lugares de topo no conjunto dos municípios portugueses mais eficazes (Maio); 600 hectares de mato e pinhal arderam em Alijó e Murça (Agosto); Casa de Miguel Torga, em São Martinho de Anta / Sabrosa foi classificada monumento de interesse público (Outubro); Anuário financeiro dos municípios portugueses apontou para Bragança, Mogadouro, Boticas e Alijó como prestadores de mais e melhores contas (Novembro); Incêndio destruiu posto da GNR em Mesão Frio (Novembro); Congresso da Associação Nacional de Municípios, em Vila Real (Dezembro).

O

Obituário

Alberto Nóbrega, António Passos Coelho, Eduardo Taveira da Mota, Joaquim Jorge Carvalho (padre), Manuel Cardoso Simões e Roberto Leal.

P

Política

Região transmontana dividida nas eleições europeias: o distrito de Vila Real deu a vitória ao Partido Social-Democrata, o de Bragança ao Partido Socialista (Maio); Forte contestação à exploração mineira do Lítio, nos concelhos de Montalegre e de Boticas (Agosto); Eleições legislativas deram a vitória ao Partido Social-Democrata em Trás-os-Montes: o Partido Socialista dominou na generalidade do país (Outubro); O Secretário de Estado João Galamba foi recebido com animosidade e protestos, em Boticas (Novembro).

S

Sociedade

D. António Augusto Azevedo foi nomeado Bispo da Diocese de Vila Real, sucedendo a D. Amândio Tomás (Maio); Dia da Diocese, em Alijó (Junho); O primeiro-ministro António Costa percorreu a Estrada Nacional 2 entre Chaves e Faro (Agosto); A “Crista de Galo”, especialidade de Vila Real, a “Amêndoa Coberta” de Moncorvo e o Mel de Montesinho foram escolhidos como “Maravilhas Doces de Portugal”; Inaugurado monumento de homenagem aos combatentes da guerra do Ultramar, em Alijó (Dezembro).

T

Turismo

CP acabou com comboios turísticos e reduziu a oferta do histórico na Linha do Douro (Abril); Reabriu o Museu Ferroviário de Bragança (Abril); A Estrada Nacional 2 foi considerada como “Projeto Turístico do Ano” (Dezembro); Castanheiro de Vales/ Tresminas (Vila Pouca de Aguiar) foi considerada a “Árvore do Ano” em Portugal (Dezembro); Caminho de Santiago foi considerado sítio privilegiado no país, para 2020 (Dezembro).

U

Universidade

UTAD apresentou Centro de Investigação dedicado à Agricultura de Precisão” (Março); UTAD atingiu resultado histórico na colocação de alunos (Setembro); Estudantes da UTAD estiveram em protesto contra falta de alojamento (Setembro).

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.