Quarta-feira, 17 de Agosto de 2022

A “Memória” tem “Casa” no Parque do Terva

A Câmara de Boticas tem em construção um novo equipamento cultural dedicado aos usos e costumes ancestrais do concelho. O núcleo etnográfico, denominado a “Casa das Memórias”, será um espaço único resultante da reabilitação de um edifício em granito de linhas singulares. Ao seu lado está também a ser erigido um pequeno edifício de apoio aos visitantes do PAVT, denominado “Área Social da Senhora das Neves”, estando já ambas as obras em fase de conclusão.

-PUB-

A “Casa das Memórias” ficará num edifício recuperado próximo do Centro Interpretativo, conhecido na aldeia por “Casa dos Arcos”, será um lugar de promoção e fruição do conhecimento etnográfico, onde os visitantes poderão encontrar uma exposição permanente, evocativa das características e história deste território. Além disso, conhecerão o modo de vida das populações locais, cujas práticas e tradições correm o risco de se perder sem que seja feito nenhum registo ou recolha, promovendo e valorizando, deste modo, o conhecimento de práticas e manifestações tradicionais.

Esta obra surge da continuidade do trabalho desenvolvido em prol da preservação e valorização do património, nomeadamente o património arqueológico e ambiental.

Já a “Área Social da Senhora das Neves”, neste momento em construção no recinto do Santuário da Senhora das Neves, em Ardãos, será um edifício de apoio aos visitantes do Parque Arqueológico que se encontrem a efetuar percursos de visita, bem como a todas as pessoas que anualmente ali se deslocam por altura das festas em honra desta santa.

Recorde-se que, o Município de Boticas está a realizar algumas obras no âmbito do projeto de Conservação, Estudo, Valorização e Divulgação do Complexo Mineiro Antigo do Vale Superior do Rio Terva – 2.ª Fase, do Eixo Prioritário II – Valorização Económica de Recursos Específicos, do ON.2 – O Novo Norte e onde se insere a Casa das Memórias.

De referir que, o imóvel do Centro de Interpretação do Parque Arqueológico do Vale do Terva, em Bobadela, funciona como porta de entrada no Parque, bem como as plataformas de observação que se encontram já em funcionamento (Passadiço do Limarinho, Observatório do Poço das Freitas e Observatório do Castro de Sapelos), e que permitem uma visão mais pormenorizada do PAVT – Parque Arqueológico.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.