Sábado, 31 de Julho de 2021

Agricultores e pastores “revoltados” com falta de apoios do Governo

Mau tempo, incêndios, ataques de javalis e lobos têm contribuído para agudizar os problemas que afetam os agricultores e pastores da região, que estiveram reunidos em Vila Pouca de Aguiar.

-PUB-

Na assembleia-geral anual que juntou vários agricultores da região, a direção da Associação de Agricultores e Pastores do Norte (APT) mostrou-se “revoltada” com os problemas que se avolumam “sem solução à vista”, assim como a “ausência de medidas capazes de responder às expetativas dos agricultores da região”.

Em comunicado, a APT revela que continuam a assistir às “habituais dificuldades de escoamento a preços compensadores de algumas produções estratégicas da região, com destaque para o setor animal, pequenos e grandes ruminantes e em particular as raças autóctones”.  

Alerta ainda para a “ameaça de retirada de competências” da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) para o Instituto de Conservação da Natureza e Floresta. “A concretizar-se, merece desde já

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.