Quarta-feira, 20 de Outubro de 2021

Agrupamentos de escolas presenteados com computadores

A partir de agora, os estudantes com falta de computador ou internet vão poder assistir às aulas devido a uma iniciatiava da Câmara Municipal de Vila Real, que conta com o apoio de empresas e alguns privados.

-PUB-

O terceiro período escolar já arrancou, mas nem todos os alunos têm condições para assistir às aulas, que agora são lecionadas de forma virtual.

Nesse sentido, a autarquia de Vila Real tem vindo a apelar "à solidariedade das empresas e de particulares". A resposta não tardou e esta segunda-feira foram entregues 26 computadores, distribuídos pelos Agrupamentos de Escolas Morgado Mateus e Diogo Cão.

"Estamos convencidos que, até ao final da próxima semana, teremos mais 100 a 120 equipamentos para distribuir”, explicou o presidente Rui Santos.

Os computadores em causa foram oferecidos pela empresa Continental Advanced Antenna Portugal, que produz componentes para automóveis, e que desta forma se associou à autarquia vila-realense "neste tempo difícil".

"Não queríamos deixar de nos associar à câmara com a entrega destes computadores para ajudar as crianças que, neste momento, não têm condições de ter aulas”, afirmou Filipe Silva, representante da empresa.

Marina Teixeira, diretora do Agrupamento de Escola Morgado Mateus, defende que estas ofertas são uma “mais-valia”. Dos 1.900 alunos que frequentam este agrupamento, "cerca de 100 não têm equipamento informático ou acesso à internet".

Outro dos problemas prende-se com o facto de "a cobertura de internet no território não ser uniforme”. Para tentar colmatar estas falhas, a câmara e as juntas de freguesia disponibilizam também “espaços de utilização individual em estabelecimentos de ensino de todo o concelho" onde os alunos podem ter acesso a computadores e internet.

Notícia desenvolvida na edição de 7 de maio

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.