Segunda-feira, 15 de Agosto de 2022

Amor Electro, Cuca Roseta, Emanuel e Agir nas Festas da Cidade

Peso da Régua está em festa até 16 de agosto, com as festividades em honra de Nossa Senhora do Socorro

-PUB-

Durante três semanas, a cidade recebe “grandes nomes” da música portuguesa, com destaque para Emanuel que atua já amanhã, segue-se no sábado o espetáculo com a banda Diapasão. No domingo, Patrícia Teixeira promete animar a cidade, começando agosto com Bruce Brothers (dia 1), Splinters (dia 2), Al Braguesa (dia 3), Rita Gomes e Jorge Almeida atuam no dia 4. A 5 de agosto, Agir sobe ao palco para mostrar os seus êxitos, seguindo-se a Noite Branca, que promete não deixar ninguém indiferente.  

A rainha das vindimas será eleita a 7 de agosto. Nos dias seguintes, atuarão Anaisa, Sónia Pinto e um Tributo aos Xutos e Pontapés. A 11 de agosto, será o espetáculo de Cristina Marques, seguindo-se Cuca Roseta, que vai trazer o fado ao Douro, que terá ainda mais um dia para brilhar, com a Noite de Fados marcada para dia 13.

Nos últimos dias de festa, a 14 de agosto atuarão o Norte FM e Réplika 7, segue-se o espetáculo com o grupo Função Publica e um DJ. No feriado municipal (16), Amor Electro irá trazer energia e alegria aos durienses.

Em declarações à VTM, o presidente da câmara, José Manuel Gonçalves, destacou a parte religiosa com a saída à rua da Nª Srª. do Socorro, o que já não acontece há dois anos. “A procissão será sempre um momento marcante, mas também o rio é uma referência turística, em que vamos ter um conjunto de plataformas que lançam o fogo no meio do Douro, que pode ser visto de ambas as margens”, acrescentando que “há sempre milhares de pessoas a ver o espetáculo, num momento muito forte”.

O autarca acrescentou que por todo o recinto “vai haver muita diversão, com grandes concertos todos os fins de semana”, onde não faltarão espaços para a promoção e venda de vinho.

“É nessa lógica que vamos afirmar o mês de agosto, em que esperamos receber muitos turistas, mas também os nossos emigrantes, que regressam à terra natal”, nas festas em que se evidencia a identidade histórica, cultural e religioso do nosso povo”. Com tudo isto, “queremos contribuir para o desenvolvimento do território”, finalizou o presidente.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.