Quinta-feira, 28 de Outubro de 2021
©Arquivo/VTM

Anunciado plano para resolver abatimentos de Campo de Jales

Após várias reuniões entre a Empresa de Desenvolvimento Mineiro (EDM), a Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) e a câmara de Vila Pouca de Aguiar, foi desenvolvido um plano cujas intervenções devem estar concluídas daqui a seis meses.

-PUB-

O presidente da câmara municipal de Vila Pouca de Aguiar disse hoje que o plano de intervenção para resolver o problema dos abatimentos na antiga zona mineira de Jales.

“Foi um processo muito difícil e que peca por muito atraso, mas antes tarde do que nunca”, afirmou, à Lusa, Alberto Machado, autarca de Vila Pouca.

Após várias reuniões entre a Empresa de Desenvolvimento Mineiro (EDM), a Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) e a câmara de Vila Pouca de Aguiar, foi desenvolvido um plano, cuja primeiras intervenções, deverão começar daqui “a seis meses”.

Recorde-se que os alertas da população de Campo de Jales e das autarquias (câmara e junta) repetem-se desde 2015. No bairro mineiro e por cima das galerias das antigas minas de ouro verificaram-se abatimentos e, em 2019, foi interditada a estrada municipal 1121-1, via de acesso a Campo de Jales, a Cidadelha de Jales e Reboredo de Jales.

As minas de Jales deixaram 16 galerias, quatro quilómetros de extensão e 600 metros de profundidade.

O projeto possibilitará a reabertura da via municipal ao trânsito e o uso dos quintais e terrenos das casas onde foram também detetados abatimentos.

Notícia desenvolvida na edição de 25 de março

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.