Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

Associação da Lavoura Duriense indignada com o concurso para a Casa do Douro

Alexandre Ferreira sublinha mesmo que parece que o governo “fez um fato à medida de um só concorrente”, mas não esperavam que a ALD conseguisse tantos sócios num curto espaço de tempo

-PUB-

A Associação da Lavoura Duriense (ALD) crítica o atraso que se tem verificado no anúncio do vencedor que irá suceder à Casa do Douro, que deveria ter ocorrido em março, como tinha anunciado o governo. “O concurso está a ser inquinado. Primeiro era para ser em fevereiro, depois março, agora em abril, mas ainda na quarta-feira da semana passada nos pediram documentos para mandar até 30 de abril, o que quer dizer que se vai arrastar para maio. Como concorrente, a minha pergunta é: quando é que isto acaba?”, referiu o presidente da ADL, Alexandre Ferreira.

Este dirigente vai mais longe ao sublinhar que a ADL “não entrou num concurso de fachada” e que não

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.