Quinta-feira, 15 de Abril de 2021

Bragança é “um concelho cada vez mais seguro”

“Apesar de alguns episódios mediáticos e negativos que decorreram nos últimos tempos, Bragança continua a ser um dos concelhos mais seguros do país, fruto de um importantíssimo trabalho em rede entre as diversas entidades responsáveis, que têm obtido resultados muito positivos”.

Estas foram as palavras do presidente da Câmara Municipal de Bragança, Hernâni Dias, após o encerramento da reunião do Conselho Municipal de Segurança, que reuniu, hoje, no Teatro Municipal, e onde diversas entidades apresentaram dados relacionados com a segurança e com questões de socorro e proteção civil no concelho.

Foram, ainda, apresentados e votados favoravelmente, no Conselho Municipal de Segurança, um voto de pesar pela morte do estudante cabo-verdiano Luís Giovanni Rodrigues e um ofício dirigido ao primeiro-ministro e ao ministro da Administração Interna, entre outras entidades responsáveis, com vista ao reforço dos meios humanos disponíveis nas forças de segurança na cidade de Bragança.

De acordo com o comunicado da reunião, a Guarda Nacional Republicana, com um total de 618 efetivos no Comando Territorial de Bragança (com 90 alocados para o concelho), registou um decréscimo significativo nos registos de criminalidade do concelho em 2019, com 357 ocorrências (401 em 2018 e 476 em 2017). Desses, a maioria (46%) são crimes contra o património.

Por sua vez, a Polícia de Segurança Pública assinalou “um decréscimo na criminalidade geral em 2019, com menos 99 ocorrências na cidade”, resultando numa diminuição de 10,4% face ano anterior.

Os Bombeiros Voluntários de Bragança revelaram que receberam, este ano, 14.260 alertas, relativos a assistência em saúde, incêndios e acidentes, entre outros, resultando num aumento de 6% relativamente a 2018. No total, foram 30.255 os homens e 18.250 as viaturas envolvidas nas diversas operações do BVB, com um total de 1.565.730km percorridos. No âmbito das operações de proteção civil, pela primeira vez, os Bombeiros efetuaram ações de controlo e destruição de ninhos de vespa Volutina, num total de 49 ocorrências. O Corpo de Bombeiros conta, à data, com um total de 124 efetivos.

No Conselho Municipal de Segurança, onde participaram 31 conselheiros, além da Câmara Municipal de Bragança e da Assembleia Municipal, estiveram representadas a Procuradoria-Geral da República/Ministério Público, a Polícia de Segurança Pública, a Guarda Nacional Republicana, os Bombeiros Voluntários de Bragança, as forças políticas do PSD, do PS, do CDS-PP, da CDU, vários presidentes de juntas de freguesias do concelho, a UGT, o IEFP, o CDT, o CRI, a ANEPC, o SEF, o IPDJ, a Segurança Social, a ACISB, os Agrupamento de Escolas Abade de Baçal e Miguel Torga e a Associação Académica do IPB.

 

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.