Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021

Campanha Nacional de Segurança Rodoviária “Vamos Refletir”

Para assinalar o Dia Europeu da Segurança Rodoviária, hoje, dia 9, a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Infraestruturas de Portugal, S.A. (IP), celebraram um protocolo que marca o início de uma campanha de âmbito nacional designada “Vamos Refletir”, que visa a prevenção e redução da sinistralidade que envolve os utilizadores mais vulneráveis da via, como as crianças, idosos e ciclistas.

-PUB-

Com a campanha “Vamos Refletir” pretende-se que, por um lado, a sociedade reflita sobre a nefasta problemática da sinistralidade rodoviária e da necessidade de proteger os utilizadores mais vulneráveis, e por outro, que este público-alvo tenha consciência dos perigos a que estão expostos nas vias rodoviárias, sendo imprescindível a adoção de comportamentos seguros, assim como a importância da utilização de equipamentos refletores, que incrementem a sua visibilidade.

Esta parceria entre a GNR e a IP, aproveitando as suas melhores sinergias, considerando as competências e implantação nacional das duas entidades, o que permite uma maior projeção das iniciativas e de um contacto mais abrangente junto dos utilizadores mais vulneráveis, compreende um conjunto de ações de sensibilização a desenvolver ao longo do ano, em vários pontos das vias rodoviárias nacionais, mas também junto de escolas, centros de dia, utilizadores de bicicletas, grandes eventos,  entre outros.

Da análise dos dados da sinistralidade no ano 2018, a GNR registou 3 950 atropelamentos, que provocaram 70 vítimas mortais e 202 feridos graves, o que representa um aumento de 11% no número de vítimas graves relativamente ao ano anterior, merecendo destaque o facto de 75% das vítimas mortais terem mais de 50 anos.

Devido a estes resultados preocupantes e à necessidade contínua de alertar a sociedade para o flagelo da sinistralidade rodoviária, a campanha “Vamos Refletir”, destinada aos utilizadores das estradas, irá certamente contribuir para a segurança daqueles que circulam ao longo das vias, que efetuam o seu atravessamento e das passagens de nível, além de consciencializar os condutores de veículos para adotarem uma condução defensiva e que previna, proativamente, acidentes rodoviários, nomeadamente atropelamentos.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.