Quinta-feira, 30 de Junho de 2022

Campanha quer reduzir para metade o número de acidentes de trabalho

Dois anos depois de um acidente que matou quatro trabalhadores, numa obra de pequena dimensão, em Alijó, este foi o concelho escolhido para a apresentação de uma campanha que pretende “sensibilizar e prevenir, para evitar 50 por cento dos acidentes de trabalho”.   Durante este ano, o Sindicato de Trabalhadores da Construção, Madeiras, Mármores, Pedreiras, […]

Dois anos depois de um acidente que matou quatro trabalhadores, numa obra de pequena dimensão, em Alijó, este foi o concelho escolhido para a apresentação de uma campanha que pretende “sensibilizar e prevenir, para evitar 50 por cento dos acidentes de trabalho”.

 

Durante este ano, o Sindicato de Trabalhadores da Construção, Madeiras, Mármores, Pedreiras, Cerâmica e Materiais de Construção do Norte (STCN) realizará cerca de duas centenas de acções de sensibilização para trabalhadores, quadros técnicos e empresários, com o objectivo final de reduzir para metade o número de acidentes, neste sector, anunciou o Presidente do Sindicato, Albano Ribeiro, no dia 20, em Alijó.

Segundo o mesmo responsável, a escolha deste concelho transmontano para o lançamento oficial da campanha teve como objectivo relembrar o acidente que, em 16 de Novembro de 2004, vitimou quatro trabalhadores (dois portugueses e dois espanhóis) e que foi considerado “um dos mais graves, numa obra de pequena dimensão”.

“Já conseguimos fazer com que Portugal perdesse o lugar de campeão europeu de acidentes de trabalho”, revelou o dirigente, lembrando que, só no ano passado, as acções de sensibilização, promovidas pelo STCN, envolveram mais de 40 mil trabalhadores de grandes empresas de construção civil.

Para 2007, segundo Albano Ribeiro, o objectivo é chegar às pequenas e médias empresas que representam mais de 70 por cento das 62 mil existentes.

“No ano passado, registaram-se 70 acidentes mortais, na construção e obras públicas, a nível nacional. Não tenho qualquer tipo de dúvidas em que conseguiremos reduzir, em 50 por cento, este número”, adiantou o responsável sindical, mostrando- -se confiante nos resultados positivos da campanha.

No âmbito da iniciativa, serão distribuídos bonés, t-shirts e impermeáveis, com frases alusivas à campanha, em acções de sensibilização que decorrerão, sobretudo, na região norte do país.

Para além de sensibilizar os empresários, para que cumpram as normas de segurança estabelecidas, e os trabalhadores, para que façam valer os seus direitos, o STCN incidirá, ainda, na importância da realização esporádica de exames de Medicina no Trabalho.

“Acredito que 70 por cento dos trabalhadores da construção civil nunca fizeram um exame desses”, contabilizou Albano Ribeiro, frisando que “com a saúde, não se brinca”.

Em simultâneo com esta campanha, o Sindicato está, ainda, a promover uma iniciativa que visa sensibilizar os portugueses que trabalham na construção civil, na vizinha Espanha.

“Em dois anos, 20 homens morreram, em acidentes de viação, quando se dirigiam para Espanha, para trabalhar”, referiu o dirigente sindical.

De recordar que, nos últimos 10 anos, 1.263 pessoas perderam a vida, em acidentes de trabalho, ocorridos na construção civil e obras públicas, sendo que o ano mais negro foi o de 1997 que contou com 196 vítimas mortais. O menos negativo foi o de 2006, com 70 mortes.

 

Maria Meireles

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.