Segunda-feira, 15 de Agosto de 2022

‘Capuchinhos’ levam produtos frescos aos lares vila-realenses

No conto da capuchinho vermelho uma menina leva à avozinha um cabaz cheio de coisas boas. Em Vila Real a história é parecida, mas fica de fora o lobo mau e a avozinha são os clientes da Traz Cabaz

-PUB-

Frutas e legumes variados, “às vezes” compotas, vinho, pão, azeite e até o jornal. Assim são os cabazes da empresa que, criada em Vila Real há dois meses, entrega em casa dos clientes, todas as quinta-feias, os produtos mais frescos.

“Tivemos a ideia de distribuir os produtos frescos necessários na casa das pessoas para diminuir o tempo que despendem nas compras”, explicou Bárbara Conceição, que, com Susana Conceição, criou a empresa “Traz Cabaz”.

As duas empresárias, que já distribuem entre 20 a 30 ‘cestas’ por semana, todas as quintas-feiras vestem as capas vermelhas, numa alusão à menina do conto da Capuchinho Vermelho, e vão a casa dos vila-realenses, levar cabazes à medida das suas necessidades.

“Inicialmente pensámos em fornecer um cabaz único, mas depressa percebemos que as necessidades variam de família para família, de acordo com as suas preferências”, explicou Susana Conceição, deixando a garantia de que todos os produtos são o mais frescos possíveis e adquiridos de produtores locais.

Grelos, couve, batata, cenoura, alho, tomates, salsa, maçãs, pêras, kiwis, bananas… de tudo um pouco se pode encontrar num cabaz que pode ainda, mediante a vontade do cliente, conter um garrafa de vinho, azeite, enchidos ou compotas.

Com o apoio de uma nutricionista, a empresa propõe um cabaz completo (pequeno, médio ou grande), “mas as pessoas podem pedir o seu cabaz personalizado ou substituir alguns alimentos, de acordo com as suas preferências”, explicou Susana Conceição à VTM.

Para já as encomendas podem ser feitas por telefone, mail ou pela página da “Traz Cabaz” no Facebook, mas a empresa tem já em construção um site onde será disponibilizada mensalmente uma newsletter com conselhos nutricionais para uma vida mais saudável, sempre sobre a orientação da nutricionista Ana Costa Leite.

Bárbara Conceição explicou que “as encomendas são feitas às terças-feiras”, altura em que é enviada uma mensagem para os clientes com o plano para o cabaz da semana. Depois, na quinta-feira, e na hora estabelecida, lá vão as duas “capuchinhos” entregar os mantimentos, um serviço que não só permite que os clientes poupem tempo nas compras, mas também faz as delícias dos mais pequenos. “Já houve situações em que tívemos a família toda à nossa espera, porque tinham dito que a capuchinho vermelho e a irmã iriam chegar. As crianças adoraram”, sublinhou a empresária explicando que a alusão ao conto infantil não só “dá um toque de alegria” à entrega, mas também conquista os miúdos no que diz respeito ao consumo de legumes e frutas, afinal “é a capuchinho que traz”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.